Dono abandona cachorro e alega que ele estava envenenado

O dono de um cachorro em situação de maus-tratos foi multado em R$ 3 mil em Ilhabela, depois do flagrante da Polícia Ambiental. Na tarde desta terça-feira (24), a equipe recebeu uma denúncia anônima e ouviu do tutor que ele suspeitava que o cachorro havia sido envenenado há aproximadamente três dias e que não teve tempo de prestar socorro.

Ele confessou ainda que alimentava o animal com leite e restos de arroz e feijão. A Ambiental conta que o cachorro estava ” com aspecto esquelético, debilitado por falta de alimento”. Além disso, o local era insalubre, sem pote de ração nem em estoque, sem água, apenas restos de arroz com feijão.

A equipe definiu a situação do cachorro como “abandonado à própria sorte, sem qualquer acompanhamento veterinário, o que causou debilidade física e sintoma de doença”.

O tutor também não apresentou comprovante de vacinação.

O resgate do cachorro

cachorro

A Ambiental contou com a ajuda do Centro de Referência Animal (CRA) de Ilhabela, que enviou uma veterinária para prestar os primeiros socorros ao cão e o recolher.

Ela informou que o animal não estava envenenado. Ele apresentava sintomas de cinomose canina em estágio avançado.

A ocorrência foi apresentada no 1º Distrito Policial e o dono do cachorro ficou à disposição da justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.