Polícia procura acusado de matar pai e filho na Costa Sul de São Sebastião

Principal suspeito do crime e vizinho das vítimas desapareceu da cidade

0
3526
Acusado de duplo homicídio está foragido (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil procura o homem acusado de ter matado pai e filho enterrando ambos em uma área de mangue próximo ao Sítio Velho, em Barra do Una, na Costa Sul de São Sebastião.

- Publicidade -

Sebastião Flávio da Silva e de seu filho José Fabiano da Silva desapareceram estranhamente e a família deu queixa, explica Ricardo Marques, investigador-chefe do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil em Boiçucanga, na mesma região.

O caso foi registrado no 2º DP, em Boiçucanga e algumas investigações foram feitas. Porém, no feriado de 7 de Setembro, próximo à comunidade do Sítio Velho, em Barra do Una, dois corpos foram encontrados  em uma área de mangue, dentro de uma trilha. No Instituto Médico Legal (IML) foram identificados como ass vitimas (pai e filho).

“Após as investigações, os familiares foram chamados na delegacia. Começamos a investigar e o que conseguimos apurar foi que no lugar onde foram encontrados os corpos, existia um morador chamado Severino Gomes dos Santos, de 30 anos. Ele era conhecido das vítimas e testemunhas nos falaram do comportamento agressivo do Severino, que quando menor de idade já teria cometido homicídio, já foi interno na Fundação Casa, aprontou bastante e era uma pessoa com gênio forte, explosivo”, diz o investigador-chefe.

Ainda segundo Ricardo Marques, a motivação do crime é que teria havido um furto de celular e a autoria do crime foi atribuída ao enteado de Severino.

“Esse rapaz já é conhecido da polícia por ser envolvido com furtos. E a situação entre eles ficou delicada”, esclarece.

“Quando achamos os corpos, vimos que o Severino foi embora. Pegou a família, fechou tudo e sumiu no mundo. Então, pelos depoimentos, pela localização, pelo histórico e pelo furto estamos atribuindo ao Severino a autoria. Ele nunca mais atendeu ligações ou foi visto”.

De acordo com o policial civil, algumas diligências foram feitas no meio do mato onde tem bastante trilha, além de Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim, Salesópolis e nenhuma pista. “Resolvemos solicitar à justiça a prisão temporária dele, por ser o principal suspeito deste crime com requintes de crueldade, sem descartar a possibilidade de ter outra pessoa envolvida, que pode ter o auxiliado nesse crime bárbaro”.

Segundo a perícia, o instrumento utilizado no crime era perfuro contundente, podendo ser foice, enxada ou facão, instrumentos que podem ter sido usados também para enterrar os corpos. Similares dessas ferramentas foram apreendidos na casa do suspeito.

Quem tiver alguma informação do paradeiro do suspeito pode ligar para os telefones (12) 3865.1163 ou 3865.2684 que o sigilo é absoluto.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui