Homem que matou companheiro da ex com pé de cabra pega 12 anos de prisão

O homem que matou o parceiro de sua ex-companheira com golpes de pé de cabra na cabeça, em Caraguatatuba, foi condenado pela Justiça a uma pena de 12 anos e seis meses de prisão em regime fechado. O réu não poderá recorrer em liberdade.

O crime aconteceu em abril de 2020, quando o acusado foi até a casa de sua ex-mulher, onde teve uma briga com a vítima. Depois de simular um entendimento, o criminoso o convidou para beber com ele em sua residência, já premeditando a prática do crime.

Quando a vítima já estava embriagada, sentada em uma cadeira, sem possibilidade de defesa, o assassino efetuou diversos golpes em sua cabeça com o pé de cabra. Com frieza, arrastou o corpo do homem até a calçada e o deixou por lá. Quando percebeu que havia testemunhas ameaçou matar todos se chamassem a polícia.

Momentos depois, uma equipe da PM foi acionada e localizou o suspeito em um bar no mesmo bairro, bebendo, como se nada tivesse acontecido. Ele disse aos policiais que estava em sua casa com o homem, mas que ele teria caído da cadeira e batido a cabeça, e então o colocou para fora e foi para o bar. Ele foi preso em flagrante no mesmo dia.

A sessão do Tribunal do Júri que decidiu a sentença ocorreu no dia 4 de agosto, com atuação do promotor de Justiça Renato Queiroz de Lima. A condenação foi por homicídio com duas qualificadoras – motivo torpe e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A Justiça entendeu que ele agiu de forma passional e criando uma emboscada, de forma que dificultou a defesa da vítima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.