São Sebastião despenca em ranking de competitividade

A cidade de São Sebastião perdeu 43 posições no Ranking de Competitividade dos Municípios. O levantamento anual abrange as 411 cidades mais populosas do País. No último ano, São Sebastião caiu da posição 132 para a 175.

Foram avaliados 65 indicadores, distribuídos em 13 pilares temáticos e três dimensões consideradas fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública.

Em um dos pilares, o de acesso à saúde, a Prefeitura divulgou que “São Sebastião permanece em primeiro lugar”. A informação, porém, é falsa. De acordo com o ranking, o município caiu da segunda colocação para a de número 199 no acesso à saúde.

A piora se deve, principalmente, ao desempenho negativo na cobertura vacinal. Em 2020, o ano de referência para esse indicador, São Sebastião atingiu apenas 40,89% da meta definida no Plano Nacional de Imunização.

O acesso à saúde também é medido pelo atendimento pré-natal, no qual a cidade teve um resultado inferior, perdendo 57 posições.

Na saúde suplementar, que considera a quantidade de beneficiários de planos de saúde, São Sebastião aparece apenas na posição 280.

O único indicador de acesso à saúde com resultado positivo é o de atenção básica. As equipes que fazem o atendimento inicial nas unidades ou nas residências cobrem cem por cento da população sebastianense.

Já a qualidade da saúde é avaliada em outro pilar. Nesse, a cidade caiu 91 posições.

Indicadores da mortalidade, obesidade e desnutrição na infância tiveram os piores resultados, enquanto os de mortalidade materna e de mortalidade por causas evitáveis se saíram melhor.

O pilar que mais perdeu posições no ranking foi o de “capital humano”. Nesse pilar são consideradas taxas de matrículas nos ensinos profissionalizante e superior, além da qualificação dos trabalhadores. Já o que mais ganhou em relação ao ano anterior foi o funcionamento da máquina pública.

O levantamento é realizado pelo Centro de Liderança Pública, e pode ser acessado no link: www.municipios.rankingdecompetitividade.org.br.

Classificação no ranking geral e em cada um dos pilares avaliados

Geral – 175º
Inserção Econômica – 315º
Inovação e Dinamismo Econômico – 255º
Capital Humano – 280º
Telecomunicações – 218º
Sustentabilidade Fiscal – 53º
Funcionamento da Máquina Pública – 76º
Acesso à Saúde – 199º
Qualidade da Saúde – 131º
Segurança – 192º
Saneamento – 314º
Meio Ambiente – 7º

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.