Ubatuba vai remunerar pescadores por resíduos retirados do mar

Ubatuba vai remunerar pescadores por resíduos retirados do mar, segundo o assessor especial de Planejamento e Fomento Econômico, Thiago Gigliotti. O projeto visa incentivar o recolhimento de resíduos sólidos no ambiente marinho no território das Áreas de Proteção Ambiental (APAs Marinhas) de São Paulo.

O Governo do Estado abriu edital de pregão eletrônico para contratação de serviços para a instalação de três pontos de recebimento de resíduos. Inicialmente, o projeto será nos municípios de Ubatuba, Itanhaém e Cananeia.

Além da questão operacional, que envolve a logística da retirada de lixo do mar, o projeto propiciará a geração de dados sobre os resíduos sólidos encontrados, ainda primários no Brasil. A questão é indispensável para subsidiar a segunda fase do projeto e para a integração com outras políticas públicas relativas à poluição marinha.

Pescadores e resíduos

Em Ubatuba, o projeto é realizado em conjunto pela Prefeitura e Fundação Florestal (FF), assim como a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo. O local escolhido para o primeiro ponto de coleta foi a Barra dos Pescadores, com a possibilidade de expansão.

Então, os pescadores que desejarem farão um cadastro. A remuneração, segundo a prefeitura, é pelo trabalho que eles já fazem, que é a retirada de resíduos do mar. Decerto, quem trabalha com arrasto de camarão, ao passar a rede, já recolhe muitos resíduos.

Logo, o que muda é que “o material será levado para essas estações que, no caso, ficarão onde é feito o desembarque do pescado. Após pesados, os resíduos terão a destinação correta em parceria com as Cooperativas de Reciclagem”, explicou Gigliotti.

De acordo com a prefeitura, a remuneração será de acordo com a quantidade de resíduo, num valor proporcional a partir da pesagem. O objetivo, portanto, é ampliar a retirada de materiais dos oceanos e a adesão de toda frota pesqueira às boas práticas já executadas por muitos.

A bonificação do serviço prestado pelos pescadores será  por meio do mecanismo de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), que, segundo o projeto, contribui para a recuperação da qualidade ambiental, bem como a melhoria dos serviços ecossistêmicos e um maior engajamento nesse desafio.

One Reply to “Ubatuba vai remunerar pescadores por resíduos retirados do mar”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.