Mãe identifica corpo de piloto do avião que caiu em Ubatuba

O corpo encontrado pela Força Aérea Brasileira (FAB) nas proximidades do acidente aéreo em Ubatuba foi identificado por sua mãe, no Instituto Médico Legal (IML) de Campo Grande (RJ), no início da tarde desta sexta (26). A vítima era o piloto da aeronave, Gustavo Carneiro. Ele foi reconhecido pelas roupas e uma tatuagem.

Destroços do avião também foram encontrados na proximidades da queda. Os outros dois tripulantes que estavam a bordo ainda não foram encontrados. A operação de resgate em busca deles está em andamento em conjunto com o Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil, Capitania dos Portos e Defesa Civil.

Gustavo Carneiro foi reconhecido pelas roupas e tatuagem (Foto: Redes Sociais)

O acidente ocorreu na noite da última quarta-feira (24), quando o avião bimotor caiu em mar aberto, nas proximidades da divisa com o Rio de Janeiro. A aeronave decolou às 20h30 de Campinas e pousaria no aeroporto de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, porém caiu 30 minutos depois.

Segundo a mãe do copiloto, identificado como José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos, o avião pertencia a ele. A Anac informou que o avião, modelo PA-34-220T, tinha autorização para fazer voos noturnos privados e que a vistoria estava em dia. O bimotor fabricado em 1981 também estava com o Certificado de Verificação de Aeronavegabilidade (CVA) em dia.

A referência de localização da aeronave, onde o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro fez contato com o Corpo de Bombeiros de São Paulo é na região entre a Ilha das Couves e a Praia de Camburi, em Ubatuba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.