Entrega de ‘kit merenda’ permanece sem previsão em São Sebastião

No terceiro mês do ano letivo, os cerca de 15 mil alunos da rede municipal de São Sebastião continuam sem alimentação escolar. Com aulas presenciais suspensas, a distribuição de ‘kit merenda’ foi a alternativa para manter o fornecimento da alimentação. Mas neste ano, os lotes ainda não foram entregues e a cobrança dos pais só aumenta.

“Tenho quatro filhos que estudam em escolas municipais e não recebem os kits desde janeiro. Quero saber o que está acontecendo”, publicou uma mãe na página da Prefeitura. Ela e outras famílias estão sem resposta. A Secretaria de Educação ainda não veio a público dar explicações nem prazo.

Compra dos kits

Uma licitação para compra dos alimentos estava inicialmente agendada para 30 de novembro. Mas três dias antes, a Prefeitura resolveu suspender o processo, por motivo não informado.

A licitação foi retomada somente em fevereiro, com o ano letivo já iniciado. Duas semanas depois, teve que ser suspensa de novo, quando o Tribunal de Contas detectou indícios de irregularidades no edital. A Prefeitura, em vez de corrigir ou defender o edital, optou em cancelar todo o processo.

A publicação de um novo edital levou mais um mês. Agora, a licitação está marcada para 26 de abril, mas a data para que os alimentos cheguem aos alunos ainda é incerta.

O prefeito Felipe Augusto, durante uma live, disse que vai restringir os kits aos alunos “que realmente precisam”. Ele contou que será feito um “cruzamento de dados entre o Social e a Educação”, sem informar os critérios de seleção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.