Professor Gleivison é escolhido em convenção, candidato a prefeito de São Sebastião pelo MDB

Como candidato a vice-prefeito na chapa foi escolhido o Pastor Lucimar, também do MDB

0
801
Professor Gleivison ao lado de Juan Garcia e com seu vice Pasto Lucimar após anúncio na convenção (Foto: Divulgação)

O vereador Professor Gleivison Gaspar foi escolhido, durante convenção realizada nesta quinta-feira (10), o candidato a prefeito de São Sebastião pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) para as eleições municipais deste ano.

- Publicidade -

A convenção ocorreu na região central da cidade e contou com a participação de filiados e apoiadores. Como candidato a vice-prefeito na chapa foi escolhido o Pastor Lucimar, também do MDB.

O partido contará ainda com nomes conhecidos em todo município para a disputa de cadeiras na Câmara Municipal. É o caso dos vereadores Ernaninho Primazzi, Neto Onofre e Giovani Pixoxó.

O presidente do partido em São Sebastião, o ex-prefeito Juan Garcia, destacou a força de um grupo de pessoas descentes. “Nosso objetivo é trabalhar com honestidade para a população. Fico muito feliz em dizer que o melhor nome é o do Professor Gleivison, do MDB. Nós vamos vencer!”, afirma Garcia.

Emocionado, o vereador Professor Gleivison Gaspar, diz que não é fácil chegar a uma posição como a de candidato a prefeito em um mundo político cheio de machismo. “Ainda bem que tenho pessoas boas ao meu lado, gente que quer libertar São Sebastião. Construí uma carreira de mais de 10 anos na Câmara Municipal e aceitei este desafio. Tenho o apoio de muitas pessoas, mas o carinho que recebo das anônimas é o que me fortalece. É a vez do professor, da educação, de pacificar e prosperar a paz em São Sebastião. A gente vai libertar esse município com um grupo que ama de verdade a nossa cidade”, destaca o vereador em iscurso.

Professor Gleivison é vereador em São Sebastião (SP) e foi reeleito em 2016 com 3.183 votos. O primeiro mandato foi em 2012. Trata-se do parlamentar mais bem votado da história do Litoral Norte.

História do Professor Gleivison

O professor Gleivison Henrique Costa Gaspar é o vereador com maior número de proposituras e denúncias na Câmara Municipal nas duas legislaturas. Suas leis foram replicadas em outros municípios e por isso recebeu moção honrosa na Câmara de Ilhabela.

“Sou um vereador disposto a melhorar a vida das pessoas; não fujo de embates se a causa for justa. Sei que sou porta-voz de uma população que talvez nem me conheça. Isso é uma honra”, afirma.

Gaspar é graduado em Letras e pós-graduado em Gramática Normativa. Também é Mestre em Educação e Comunicação e concluiu seu MBA em Gestão Pública.

Gleivison atuou na rede estadual e particular, além de ministrar aulas na faculdade. São mais de duas décadas de trabalho por São Sebastião, onde é professor efetivo da rede municipal.

“Sou um candidato construído pela identificação do povo com minha postura ao longo desses anos. Nunca tirei proveito da política para projetos pessoais, por isso continuo dando uma infinidade de aula. Que possamos voltar a ter expectativas, principalmente o público mais jovem. Nosso município não vende nem sonhos”, diz o vereador.

Filho de Sueli Costa Gaspar, o candidato a prefeito faz questão de destacar em seu perfil que suas raízes são das mais humildes e que sua orientação sexual também se traduziu em mais um complicador (filho de mãe solteira, empregada doméstica, moravam num cortiço e viveram como caseiros até os 18 anos).

Gleivison não foge de polêmicas. E quando o assunto é a sua vida privada, o vereador é categórico. “Minha orientação sexual só será empecilho para os preconceituosos. Nós, cristãos de verdade, sabemos que somos todos irmãos e que a vida particular merece respeito, sem exceção”.

Por isso, o professor tem a certeza de que a educação é um instrumento de transformação. “Não há nada mais transformador que uma escola pública de qualidade. Sonho com uma cidade que transforme nossas sementinhas em árvores fortes e saudáveis. Sabemos como fazer isso”, completa o vereador.

Para o vereador, o diálogo é a melhor forma de avançar e progredir no desenvolvimento do município. “A gente precisa mudar isso. E não é com guerra que vamos avançar e progredir. Não é com tirania, comprando as pessoas com atitudes ditatoriais. Não é assim. O diálogo é necessário. Qual é a cidade que queremos a 10, 15, 20 anos?”, questiona.

De acordo com o parlamentar, ser eleito para administrar um órgão público requer uma grande parcela de responsabilidade. “Administrar a máquina pública é ter permanentemente a certeza de que o dinheiro do contribuinte tem de voltar para o povo. Quem tem cargo eletivo para ficar rico desconhece o quanto é honroso trabalhar de verdade”, declara.

Ainda segundo o parlamentar, outros pilares são importantes para o município, como por exemplo, saúde, segurança pública e saneamento básico. “Saúde se faz com médicos que estão dispostos a trabalhar por São Sebastião, não é pegando os nossos pacientes e mandando para cidades vizinhas ou fazendo subir serra. Os nossos pacientes precisam ser atendidos aqui sempre que possível”, diz.

“A costa sul é o nosso pedaço de paraíso e não podemos ficar refém da falta de investimento do governo municipal e estadual”, completa.

“Eu sou um político diferenciado. O pessoal comenta que eu vou ser achincalhado e vão tentar me desqualificar de qualquer maneira por conta da minha vida privada. Eu devo dizer que é o que resta para eles: atacar minha vida particular. Porque na minha vida pública ninguém tem o que falar. Não pratiquei nepotismo, não abraço empresário para me ajudar financeiramente, não peço propina, e não vou bajular prefeito para pedir coisas para mim. Denuncio quando tem de denunciar, vou ao Ministério Público se preciso e for necessário. Isso é papel de vereador. E principalmente de quem não tem medo de político, seja pequeninho ou grandão, ou até endinheirado. A gente enfrenta do mesmo jeito”, conclui.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui