São Sebastião volta atrás e abre economia novamente

O município registrou mais uma morte pela Covid-19, nesta sexta-feira (3), e lidera o número de casos no Litoral Norte, com 569 pessoas infectadas

1
418
Economia está liberada novamente em SS com cuidados sanitários (Fotos: PMSS/ Divulgação)

A Prefeitura de Sebastião voltou atrás da decisão de manter a quarentena, após o avanço de casos de coronavírus na cidade, e decidiu dar continuidade a flexibilização. Após revisão dos protocolos médicos e hospitalares, a administação divulgou novas medidas de abertura da economia, nesta quinta-feira (2).

- Publicidade -

O município registrou mais uma morte pelo novo coronavírus (Covid-19), nesta sexta-feira (3), e lidera o número de casos na região. São 569 pessoas que testaram positivo e 10 mortes pela doença. No Litoral Norte, o número chega a 1.365 e 57 óbitos.

O que abre

Agora fica liberada a oferta de café da manhã pelas padarias que foi liberada, com cuidados como distanciamento entre as mesas e uso de álcool em gel. Houve também o retorno das atividades da rede hoteleira, com até 50% da capacidade. Além de funcionamento de restaurantes nos fins de semana das 11h às 15h.

Foram permitidas também as atividades dos pontos de táxi na rodoviária, bem como o retorno dos taxistas aos pontos fixos. Assim como o retorno da gratuidade a idosos, acima de 60 anos, no transporte público.

Mudança de planos

No dia 24 de junho, o prefeito Felipe Augusto fez uma declarção ao vivo, nas redes sociais, se mostrando preocupado com o avanço do vírus em São Sebastião. Segundo ele, a cidade registrou um salto de 50% no número de casos de Covid-19 desde o início da primeira fase de flexibilização, adotada em 16 de junho.

Na costa sul da cidade, o cenário é de um avanço ainda mais acelerado de casos. Durante o período de flexibilização, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Boiçucanga, que estava atendendo cerca de 10 pacientes por dia, passou para uma média de 68 pessoas com sintomas de síndrome respiratória diariamente. Pela primeira vez, os médicos de lá ultrapassaram o número de atendimentos da região central.

Após a divulgação dos dados, o prefeito se reuniu com o Comitê da Gestão de Crise e revogou parte das medidas de abertura, no dia 26 de junho. Praias, cachoeiras e trilhas ficaram novamente proibidas de serem frequentadas. Hotéis, pousadas e estabelecimentos similares também tiveram funcionamento suspenso.

Após a última decisão de reabertuura, a prefeitura ressaltou dados, como a liderança da cidade em isolamento social no Estado de São Paulo, medida ressaltada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a mais eficaz contra a transmissão de coronavírus. O município possui ainda uma das menores taxas de letalidade por Covid-19 do Brasil e índice médio de recuperados acima de 70% dos casos registrados.

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui