Pesca dentro de área protegida resulta em mais de R$ 27 mil em multas

Os 190kg de camarão e peixes foram doados para entidades beneficentes da região

0
408
Pesca irregular em área de proteção
Pesca irregular em área de proteção pela Polícia Ambiental Marítima (Foto: CIAMAR)

Três tripulantes de uma embarcação de pesca de arrasto foram multados em mais de R$ 27 mil pela prática dentro de área de proteção ambiental, em Ubatuba. O flagrante aconteceu na noite desta quarta-feira (3), em meio a Operação da Semana do Meio Ambiente.

- Publicidade -

O caso aconteceu quando a Polícia Militar Ambiental Marítima fazia o policiamento nas proximidades da Ilha dos Porcos Pequena, pelo setor Cunhambebe. Quando a equipe chegou ao local encontrou a embarcação em plena pesca de arrasto.

Prejuízos da pesca de arrasto

Redes de arrasto ou arrastão são um tipo de equipamento de pesca em forma de saco que são puxadas em alta velocidade. O sistema permite que os peixes, crustáceos ou outro tipo de pescado, sejam retidos dentro da rede, em grande quantidade.

Uma equipe de pesquisa com membros da Espanha, Argentina e Itália, em artigo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences, relata o que encontrou em sedimentos retirados de áreas que sofrem arrasto. O estudo faz a comparação com áreas no fundo do mar que não foram rastreadas.

Segundo os pesquisadores, o arrasto não apenas reduz as populações de peixes. Mas também as populações de todos os tipos de fauna que vivem no fundo do mar. ”O arrasto de fundo está alterando dramaticamente o solo oceânico”, concluiu a equipe.

Por este motivo, a pesca é terminantemente proibida em áreas de preservação.

Multas

Após abordagem, o mestre da embarcação apresentou uma licença de pesca que pertencia a outra embarcação; por conseqüência os três tripulantes a bordo foram autuados “por exercer a pesca sem licença do órgão ambiental competente”, no valor de R$ 9.200 cada um, somando R$27.600 em multas.

A embarcação foi escoltada até o píer de descarga e os 195 quilos de pescado, sendo 170 kg de camarão sete-barbas, 20 kg de camarão rosa e cinco quilos de peixes diversos, foram doados à instituições beneficentes da região.

A embarcação, duas redes de emalhe, quatro portas de arrasto (petrecho de pesca), foram apreendidos.

Pesca irregular em área de proteção pela Polícia Ambiental Marítima (Foto: CIAMAR)
Pesca irregular em área de proteção pela Polícia Ambiental Marítima (Foto: CIAMAR)

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui