Moradores fazem túmulos na praia em protesto contra o super feriado

População local teme contaminação de Covid-19 em massa com a descida de turistas

0
327
Juquehy amanheceu com uma série de túmulos na areia (Fotos: PMSS/ Divulgação)

A praia de Juquehy, na costa sul de São Sebastião, amanheceu nesta quarta-feira (20) com uma série de túmulos na praia, em sinal de protesto contra o super feriado. A população local teme uma contaminação em massa pelo novo coronavírus (Covid-19). O objetivo é conscientizar os turistas para que voltem à capital paulista e pratiquem o isolamento social.

- Publicidade -

Prevendo a lotação da cidade, o prefeito Felipe Augusto  solicitou o fechamento das estradas do município na última terça-feira (19). Porém, o pedido foi negado pela Comarca de São Sebastião com base em decisões já tomadas pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Mais protestos

Na noite de ontem, um grupo de manifestantes incendiou diversos objetos para bloquear a rodovia Rio-Santos (SP-55), em Juquehy. A confusão durou horas com o impedimento da passagem de veículo sentido litoral.

O super feriado foi decretado pela prefeitura de São Paulo e governo do Estado, entre esta quarta até segunda-feira (25). A medida adianta os feriados de Corpus Chisti (11 de junho), Consciência Negra (20 de novembro) e Revolução Constitucionalista (9 de julho) com objetivo de manter as pessoas em casa na região metropolitana. A decisão foi baseada em estatísticas do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), que indicaram melhores taxas nos feriados e finais de semana.

Barreiras Sanitárias

Aa ações de bloqueio sanitário educativo acontecem nas divisas com Bertioga e Caraguatatuba. As ações começam nesta quarta-feira (20) e vão até a próxima terça-feira (26), das 9h às 17h.

O objetivo é conscientizar motoristas de carros com placas de outras cidades sobre a necessidade do isolamento social. Também está sendo realizado o monitoramento de possíveis sintomas nos passageiros e desinfecção dos pneus com hipoclorito (desinfetante que combate o coronavírus).

O governo do Estado negou o pedido do prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, de fechar a rodovia dos Tamoios, mas cedeu o apoio de órgãos estaduais na barreiras sanitárias. Polícia Militar Rodoviária e o Departamento de Estradas de Rodagens (DER) participam das blitz na região.

Em Caraguá, o bloqueio sanitário acontece no começo da rodovia Rio-Santos (SP-55), após o trevo de entroncamento da Tamoios. No local, os ocupantes dos carros são avaliados sobre suas condições de saúde. Casos de suspeitas ou passageiros com febre serão encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Já no Posto da Polícia Rodoviária Estadual, na altura do Km 82, será feita blitz para saber a procedência dos ocupantes dos veículos, documentação, entre outras. O acesso à Caraguatatuba pela entrada do Rio do Ouro também será fechado com defensas.

Em Ubatuba, o acesso será permitido apenas para veículos de emergência e de locomoção para atendimento médico, de transporte de abastecimento de suprimentos e de prestação de serviços essenciais que comprovem atividade comercial na cidade. A suspensão do comércio e o bloqueio de acesso às praias também continuam e a fiscalização será intensificada. Em Ilhabela o acesso pela balsa também segue restrito.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui