Prefeitura quer horário e dia para entrada de caminhões em Ilhabela

Objetivo é aliviar as filas dos veículos menores nos finais de semana, feriados e temporada 

0
127
Travessia de caminhão deve ter novos critérios (Foto: Daniela Rossi/ Nova Imprensa)

No que depender da administração pública de Ilhabela, caminhões de grande porte terão horários e dias específicos para entrarem no Arquipélago.

- Publicidade -

No último dia 1º, a prefeita  Maria das Graças Ferreira,  a Gracinha, esteve reunida com vereadores, secretários municipais e representantes da Associação Comercial e Empresarial de Ilhabela (ACEI), e Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), responsável pelo serviço de travessia de balsas no Litoral, para tratar sobre a criação de um decreto que estabelece regras e disciplina para a entrada desse tipo de veículo nos finais de semana e feriados prolongados.

O decreto será criado mediante orientação da Advocacia Geral do Município. Depois de assinado pela prefeita entra em vigor em 30 dias. Antes desse prazo terminar, a prefeitura e os demais atores envolvidos farão ações educativas.

A normativa não deve atingir os Veículos Urbanos de Cargas (VUCs) não serão afetados nesse regramento. Esse caminhão é de porte menor e considerado ideal para utilização em áreas urbanas; tem comprimento total inferior a 5,50 metros e a largura máxima de 2,20 metros. Possui capacidade de carga útil superior a 1.500 kg.

Gracinha lembrou que, junto com o Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Associação Comercial e representantes de segmentos da sociedade civil, está sendo definido o Plano de Mobilidade Urbana do município, que trata, inclusive, de outros assuntos relacionados também aos caminhões e demais veículos.

Para a prefeita Gracinha, as reuniões foram importantes para alinhar as estratégias de melhorias na travessia. “Temos feito tudo para concluir um planejamento que seja realmente concretizado e se transforme em qualidade e melhoria do sistema”, declarou.

Reunião com representantes de Ilhabela (Foto: Divulgação/PMI)

O secretário de Planejamento e Gestão Estratégica, Luiz Antônio dos Santos, o Luiz Lobo, ressaltou que o importante é que a travessia de balsas operada pelo Dersa atenda bem a população. “O que realmente importa para todos nós de Ilhabela é que o sistema de travessias atenda bem os munícipes, turistas e veranistas do município, independente se operada pelo Dersa, por privatização ou concessão”.

Outra medida anunciada foi a aquisição de uma balança para a Dersa utilizar no lado de São Sebastião e evitar o excesso de tonelagem. A prefeitura está preparando um convênio com o Dersa para viabilizar o novo equipamento. Também foi cobrada da concessionária o prazo para a chegada da segunda lancha catamarã, que permitirá atender mais pedestres e ciclistas.

Atualmente há uma embarcação desse tipo (LS-02), com capacidade para 370 passageiros, e sete balsas. A empresa prometeu a segunda lancha para o final de dezembro.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui