Ubatuba alerta para epidemia de dengue com 1.475 casos confirmados

Propostas prevê formação de brigada de combate ao Aedes aegypti

0
307
Sala de Comando de Ubatuba onde ocorrem as reuniões (Foto: Divulgação/PMU)

Ubatuba se encontra no momento em situação de epidemia da dengue, com 1.475 casos confirmados da doença, sendo um óbito (um senhor de 91 anos que morava no bairro Estufa I). Há ainda 25 casos aguardando resultado de exame.

- Publicidade -

Em relação à chikungunya, há um caso confirmado no bairro Barra Seca e outros 26 aguardando exame. Para o zika vírus não há caso confirmado, mas a Vigilância Epidemiológica do município aguarda o resultado de exame de 12 casos suspeitos. Já para febre amarela, há apenas um caso suspeito aguardando resultado de exame.

Esses dados foram apresentados druante reunião com representantes de diferentes órgãos públicos que integram a sala de Situação e Comando de Arboviroses (dengue, zika, chikungunya e febre amarela), coordenada pela Vigilância em Saúde de Ubatuba. A ideia é analisar os dados do município e iniciar o planejamento estratégico das ações do próximo período.

O principal foco das ações de combate a essas doenças envolvem o controle e eliminação dos criadouros de Aedes aegypti, mosquito transmissor.  Os maiores focos do mosquito continuam sendo estabelecimentos comerciais ou residenciais privados aos quais os agentes não têm acesso.

Ações simples e rotineiras como limpar calhas, eliminar criadouros em casa – materiais de construção, reservatórios de geladeira e pratos de vasos de plantas ou comedouros de animais – contribuem para reduzir os índices da doença.

Além das ações de rotina realizadas pelos agentes de combate a endemias, foram feitas sugestões como conversa de formação com trabalhadores das empresas terceirizadas e agentes de fiscalização da Comtur, montagem de brigada de combate ao Aedes aegypti com dois representantes de cada órgão, entrevistas e jornal de ônibus para sensibilização da sociedade na rádio local, conversa com a Associação Comercial e Industrial (ACIU) para sensibilizar os comerciantes, ações junto às escolas e elaboração de materiais digitais para ampla circulação em redes sociais.

Os boletins dessas doenças são atualizados duas vezes por semana e ficam disponíveis na página da Vigilância em Saúde: https://www.ubatuba.sp.gov.br/administracao-direta/sms/vigilancia-em-saude/

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui