Detentos plantam e doam alimentos em Caraguatatauba

A produção da Horta Ecológica tem alface, acelga, couve, repolho, cebolinha, salsa, abóbora e até melancia

0
184
Projeto produz cerca de 1,5 mil unidades de alimentos por mês (Foto: Divulgação)

Detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caraguatatuba fizeram uma colheita de hortaliças nesta quinta-feira (4/7) e elas foram enviadas ao Banco de Alimentos da cidade. Foram colhidas onze caixas de alface crespa e acelga, que além da doação, ainda rendeu a refeição de 1400 presos.

- Publicidade -

O projeto Horta Ecológica acontece em parceria com a Prefeitura visando reintegrar os detentos ao convívio social por meio de práticas sustentáveis, além de ensinar a importância de ter uma vida saudável.

Para o detento W.S., poder participar do projeto e ter contato com a natureza é como uma terapia.  “Nunca tive contato com nada parecido, aprendo muito sobre as plantas além de adquirir paciência. Quando eu sair daqui, vou fazer uma horta em casa”, planeja.

Além de toda experiência adquirida pelos detentos que trabalham na horta, outra vantagem oferecida pelo projeto é a remissão na pena, pois a cada três dias trabalhados, eles ganham um dia.

A produção da Horta Ecológica tem capacidade atual de 1500 unidades de hortaliças por mês. Mais de 600 mudas entre alface, acelga e couve foram doadas pela Prefeitura no início do projeto, além da produção própria do CDP que contém repolho, cebolinha, salsa, abóbora e até melancia. O projeto ainda pretende dobrar a produção até o final do ano.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui