Moradores de rua são retirados da Praça da Cultura em Caraguá

Cerca de 12 migrantes (entre eles, duas crianças) que estavam em situação de rua, na Praça da Cultura, centro de Caraguá, foram retirados pela prefeitura, nesta segunda-feira (23/1). As pessoas, que estavam acampadas sob a cobertura instalada para realizaçõa de shows e eventos da cidades, foram orientados a irem para a Casa Transitória, um abrigo temporário, que possui 54 vagas para abrigar migrantes.

No local, os migrantes recebem alimentação, apoio assistencial e psicológico, além da hospedagem. Outra opção dada é o retorno à cidade de origem. “Oferecemos passagem de ônibus para que eles voltem”, explica a assistente social que abordou o grupo.

A ação foi realizada de forma conjunta entre as Secretarias de Desenvolvimento Social e Cidadania, Urbanismo e Serviços Públicos (Sesep) e contou com o apoio da Polícia Militar e do Conselho Tutelar.

Estiveram presentes na ação os secretários Ricardo Gaspar (Urbanismo) e Jonas Fontes (Social).  “Estamos informados de que a lona dos eventos ficará até o dia 14 de março. Até lá, teremos que ficar vigilantes diariamente para que os migrantes não retornem e não se formem novos acampamentos, pois a proteção contra as chuvas que a lona oferece é o que atrai essas pessoas”, explica Jonas Fontes.

O secretário Ricardo Gaspar garante que sua Secretaria estará diariamente no local para evitar o retorno dos migrantes. A Sesep enviou um caminhão para a retirada de lixo espalhado no local e para realizar reparos na rede de água, que foi quebrada por membros do grupo acampado.

A Casa Transitória fica na rua Banco Itaú, 222, no Porto Novo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.