Prefeitura de São Sebastião pagou R$ 400 mil por ‘peixes’ de PVC

Chamados pela Prefeitura de São Sebastião de “monumentos turísticos”, os peixes confeccionados em PVC foram contratados por R$ 33.250 cada. Dados do portal da transparência informam que já foi pago R$ 400 mil para entrega de 12 peixes, mas somente quatro foram instalados.

Na administração pública, é vedado o pagamento antecipado. Mesmo assim, a secretária de Turismo, Adriana Balbo, atestou a nota fiscal, emitida em maio, quando nenhum “monumento” ainda havia sido instalado.

Conforme a descrição no contrato, os peixes teriam que ser pintados com tinta automotiva, mas os que foram entregues estão envelopados com adesivo. O alto custo não inclui a base de concreto, que fica a cargo da Prefeitura.

No peixe instalado no Canto do Mar, espuma foi usada para preencher um vão (veja na foto), e chamou a atenção do vereador Mauricio Bardusco. “Tomara que a Prefeitura ainda não tenha pago, porque está com uma qualidade bem inferior”, disse Mauricio, na última sessão, sem saber do pagamento efetuado há três meses.

Problemas no acabamento também são visíveis nos outros três peixes, instalados às margens da rodovia na Enseada, no São Francisco e no Porto Grande.

O preço de cada peixe é quase o dobro do que custou letreiros feitos com o mesmo material, como os que foram colocados na praça da Figueira, num deque de Boiçucanga, e na ponte de Barra do Una.

A empresa contratada é a MMB, que em 2020 foi a principal fornecedora da campanha eleitoral do prefeito Felipe Augusto. A MMB também foi contratada para confeccionar mais 30 letreiros, ao custo de R$ 800 mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.