Caraguatatuba movimenta emprego e economia no setor da construção civil

O setor da construção civil foi o que mais cresceu até o momento, em Caraguatatuba, quando se fala na contratação de mão de obra, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Em outubro, último mês analisando, entre admitidos com carteira assinada (405) e demitidos (60), o saldo foi de 345 pessoas empregadas, o que representa 15,83% de crescimento.

O acumulado dos 10 meses deste ano mostra também que o município realizou 9.263 admissões e 8.411 desligamentos, gerando um saldo positivo de 852 vagas de emprego formais com carteira assinada até o mês de outubro.

Desse total, 1.252 foram contratadas e 820 desligadas, resultando em saldo de 435 vagas preenchidas, ou 20,64% do total.

Esses dados positivos são reflexos do que a Prefeitura de Caraguatatuba vem analisando mesmo dentro da pandemia da Covid-19, onde este foi um dos únicos setores a se manterem aquecidos.

Levantamento feito desde 205 pela Secretaria de Urbanismo mostra um número recorde na aprovação de projetos imobiliários, seja de pedidos de novas construções, reformas, ampliações, demolições, alvará de Planta Popular, reforma com ampliação e substituição de projeto.

Em 2005 foram 517 aprovações, ficando abaixo de mil até 2018, sendo 613 (2006), 579 (2007), 525 (2008), 609 (2009), 700 (2010), 642 (2011), 647 (2012), 660 (2013), 919 (2014), 897 (2015), 832 (2016), 516 (2017) e 759 até 2018.

Em 2019, quando foi criada uma força-tarefa dentro Setor de Análise e Aprovação de Projetos da Secretaria de Urbanismo, houve um aumento expressivo na liberação dos documentos com maior agilidade, o que fomentou ainda mais o setor e foram 1.045 projetos aprovados. Em 2020, mesmo com o pico da pandemia, ainda sim houve 937 projetos aprovados.

Neste ano, ainda sem o término de dezembro, a Secretaria registrou até o último dia 9, 1.098 projetos aprovados, mais que o dobro de quando foi feito o levantamento.

Construção em alta

Dados da CBIC – Câmara Brasileira da Indústria da Construção, de março de 2020, mostram que a cada R$ 1 milhão de investimento a construção civil cria 7,64 empregos diretos e 11,4 empregos indiretos que geram, respectivamente, R$ 492 mil e R$ 772 mil sobre o Produto Interno Bruto (PIB) do país.

As estatísticas recentes da cidade de Caraguatatuba mostram o crescimento em seu perfil e a importância de grandes investimentos imobiliários. De acordo com a prefeitura, a arrecadação do município em 2021 está, até o momento, em R$ 889 milhões. Em 2015, a arrecadação foi de R$ 498 milhões, o que significa um aumento médio de 9,7% ao ano.

Atualmente, a cidade registra um Índice de Desenvolvimento Humano de 0,759.
A expectativa, agora, é que esses dados melhorem ainda mais com a chegada de uma mega empreendimento em Caraguatatuba. Entre empregos diretos e indiretos na construção do Calabasas Condominium Resort devem ser geradas mais de 2.800 vagas. Ele está sendo construído na Praia do Indaiá, na região central.

Diretor Renato está em pé e mostra foto da maquete do resort em construção(Foto: Luiz Gava/PMC)
Diretor Renato está em pé e mostra foto da maquete do resort em construção(Foto: Luiz Gava/PMC)

O novo complexo imobiliário tem previsão de Valor Geral de Vendas (VGV) de mais de R$ 225 milhões. Uma parcela significativa das vendas deve vir de compradores de outras cidades. “A tendência é de que quase a totalidade desse montante injetado fique na cidade de Caraguatatuba”, aposta Renato Florentino da Silva, diretor de Operações Comerciais da PHI Negócios Imobiliários.

Estrutura

O Calabasas conta com unidades de 109m² a 631m², de três dormitórios a cinco suítes, com duas a cinco vagas de garagem e área de lazer que ocupa 9.000m². São quatro torres e mais de 130 metros de frente para o mar – Perfecto, Noble, Deseo e Paraíso.

São 38 opções de lazer – oito piscinas, sendo uma aquecida em cada torre; oito churrasqueiras com forno de pizza; quadra poliesportiva, quadra de tênis, duas academias, pista de caminhada com 400m, quatro salões de festa, duas brinquedotecas, espaço beauty, cowork, sala de cinema, dois salões de jogos, duas saunas, dois espaços teen e muito mais.

Maquete de uma de torres em construção (Foto: Divulgação)
Maquete de uma de torres em construção (Foto: Divulgação)

As duas primeiras torres, Perfecto, Noble, estão previstas para em entregues em outubro de 2023 e a Deseo e Paraíso em dezembro de 2024

A arquiteta do projeto do apartamento decorado, Sérgia Garrido, conta que procurou criar um conceito sofisticado e ao mesmo tempo praiano, com uso de madeira, pedra e tijolo, configurando um mix de moderno com rústico para deixar o ambiente aconchegante e informal. As áreas comuns devem seguir a mesma essência.

O empreendimento é uma realização do grupo BSV Properties – seis grandes empresas que, juntas, somam cerca de 100 anos de experiência no setor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.