Estado abre inscrições para Oficinas Culturais online no mês de julho

0
56
fappornvideos.com www.xxnx.sex phimtube
Oficinas culturais têm técnica de origami (Foto: Divulgação)
Oficinas culturais têm técnica de origami (Foto: Divulgação)
- Publicidade -

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Poiesis – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura estão com inscrições abertas para Oficinas Culturais online durante o mês de julho em diversas áreas como: cinema, literatura, marketing digital, dança, entre outras.

- Publicidade -

As oficinas serão realizadas ao vivo com coordenação à distância por meio da ferramenta de reunião virtual Zoom. Caso o candidato tenha interesse em participar de mais de uma oficina deve preencher um formulário para cada.

A confirmação da participação será enviada por e-mail, por isso, é necessário que o interessado fique atento à sua caixa de entrada e caixa de spam.

As Oficinas Culturais – Formação para o Interior é um programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo que atua na formação e na vivência da população no campo da cultura.

O programa é administrado pela Poiesis e tem como objetivo aproximar pessoas de diferentes camadas sociais, faixas etárias e com diferentes repertórios, promovendo um importante espaço simbólico de trocas de conhecimentos e experiências artísticas.

Oficinas culturais têm técnica de origami A programação no Interior, Litoral e Região Metropolitana de São Paulo é realizada em parceria com as prefeituras de cada município para público interessado a partir dos 16 anos.

Em caso de dúvidas entre em contato pelo e-mail interioronline@oficinasculturais.org.br.

Confira abaixo as Oficinas online com inscrições abertas:

  • Palestra: Ouvindo o cinema com os olhos

Coordenador: Reynaldo Leite

Inscrições link:  https://forms.gle/UTvZVKTSGi1cSXPL7

100 vagas

Data e horário da atividade: 5 de julho, das 18h às 20h

Sinopse: O cinema é composto por diversos elementos como cenografia, movimentos de câmera, luz, efeitos visuais diversos e sons. Quando assistimos a um filme, ao ouvir sua trilha sonora, automaticamente lembraremos seu nome, ou uma cena em especial e até mesmo de um momento que marcou nossa vida com aquela trilha. A música torna-se uma forma de comunicação e nos permite identificar através de ritmos e melodias, o que aquela narrativa pretende retratar nas salas de cinema, causando efeito, impacto psicológico, de forma vivenciar o momento de forma inesquecível.

•          Palestra: As bases de um roteiro

Coordenador: Romeu Di Sessa

Inscrições link: https://forms.gle/DDtCY7JvJqUiWDry6

50 vagas

Data e horário da atividade: 7 de julho, das 18h às 21h

Sinopse: Introdução ao roteiro, mostrando quais são os elementos principais de uma trama, quais as peças que montam uma história, sem as quais nenhuma ideia se sustenta. A palestra dará um plano geral sobre tópicos da linguagem, como: premissa, tema e temática, estrutura em três atos, midpoint, clímax e resolução, métrica, entre outros.

  • Palestra: Quando falamos sobre mediação de leitura sobre o que dialogamos?

Mediação: Felínio Freitas

Com: Penélope Martins

Inscrições link: https://forms.gle/VSLg9uTkC9Arfbn3A

100 vagas

Data e horário da atividade: 14 de julho, das 18h às 20h

Sinopse: Realizar mediação literária ou de leitura é criar ponte entre livros e leitores. Mas, quais os processos envolvidos na mediação de uma obra literária? É somente preciso levar em consideração a obra em si ou realizar uma leitura de mundo antes das palavras e dos livros? Qual a relação entre as escolhas éticas, estéticas, afetivas e políticas envolvidas num processo de mediação? Como falar de leitura num país como o Brasil que não tem uma política efetiva para a cadeia do livro?

  • Dobrar Histórias: origami e narrativas

Coordenação: Marcio Grou

Inscrições link: https://forms.gle/nc9ePgATzJd42Vdv5

Data e horário da atividade: 16 de julho, das 14h às 16h

Público-alvo: Professores, educadores e interessados em geral (a partir dos 16 anos) em ampliar seu conhecimento nesta técnica transdisciplinar e pedagógica no incentivo à leitura, narração de histórias e artes manuais.

Sinopse: Em Tanabata e Hanami Matsuri somos convidados a refletir sobre essas duas festividades e aprender peças relacionadas à sua tradição como kusudama e flores. Da cultura de paz à tradição japonesa, Dobrar Histórias é um convite a repensar o papel como suporte e matéria de construção de laços entre literatura, afetividade e saberes que ‘desdobrados’ nesta técnica que, muito além de ser uma arte de repetição de modelos, é sim um suporte de memória e reflexão. Durante a oficina ainda serão abordados temas como as bases tradicionais do origami, tipos de papel, desdobramentos pedagógicos e fontes de pesquisa.

  • Oficina: Poéticas de si – só para mulheres

Coordenação: Erica Cunha

Inscrições até 11 de julho no link: https://forms.gle/SQaq5Jn5i5GSdnVU6

Datas e horários: 19, 21, 26 e 28 de julho – segundas e quartas – das 18h às 20h

20 Vagas

Sinopse: A oficina tem como proposta dois movimentos fundamentais, o encontro consigo mesma, através de técnicas de alongamento, automassagem, percepções corporais e experimentações de movimentos e escritas em fluxo e, o olhar ampliado para o cuidado coletivo. Como nos cuidamos? Na oficina pretende-se descobrir o melhor método de autocuidado, a partir das práticas experimentadas, criando uma sequência de autocuidado simples que poderá auxiliar mulheres em seus cotidianos.

  • Oficina: Marketing Digital – uma introdução

Coordenação: Ju Dias

Inscrições até 11 de julho no link: https://forms.gle/tp6MXQQgHSfHdthu7

Datas e horários:

Turma A – 20 e 22 de julho, das 14h às 16h

Turma B – 21 e 23 de julho, das 10h às 12h

Turma C – 26 e 28 de julho, das 14h às 16h

30 Vagas por turma

Sinopse: Cada vez mais o uso estratégico das redes sociais é de extrema importância para a manutenção e crescimento de diferentes tipos de negócios. O objetivo desse encontro é apresentar de forma simples e descomplicada, as principais redes sociais e suas ferramentas, ajudar a criar ou melhorar o perfil “comercial” de artistas e coletivos, bem como utilizá-las de forma estratégica, aumentando o engajamento com o seu público, de forma mais clara, simples e econômica.

  • Oficina: Level one street dance

Coordenação: Matheus Mira

Inscrições até 11 de julho no link: https://forms.gle/oAd6dX8ArCCr5Dzs6

Datas e horário: 20, 22, 27 e 29 – terças e quintas – das 14h às 16h

50 Vagas

Sinopse: A atividade aborda as expressões corporais que deram origem às linguagens da dança, a partir das nomenclaturas e contextos históricos. O participante será convidado a trabalhar variados níveis de dimensionalidade, velocidade e texturas, tendo como principal foco o Hip Hop Dance (NY, L.A, EUR), popping (e danças culturalmente unificadas) e house dance.

  • Workshop: Jogos teatrais e a experiência do ensino

Coordenação: Carla Marco

Inscrições no link: https://forms.gle/yGP2HpfT1vKZMExw9

Data e horário: 28 de julho, das 18h às 21h

50 Vagas

Sinopse: A proposta deste workshop é apresentar o Jogo Teatral como ferramenta de humanização do ensino formal (online ou presencial), fazendo um panorama histórico social com o jogo teatral, focando sua aplicação na aproximação do conhecimento com a vida experienciada.

  • Oficina: Economia da cultura, economia criativa e economia solidária – articuladas podem promover o desenvolvimento socioeconômico local?

Coordenação: William Retamiro

Inscrições no link: https://forms.gle/szrkG7CWZ66TdqzP9

Data e horário: 21 de julho, das 18h às 20h

100 vagas

Público-alvo: integrantes e participantes de coletivos culturais e afins, gestores públicos, representantes da sociedade civil, estudantes de nível médio e superior, e demais interessados no tema.

Sinopse: Abordando conceitos acerca da economia da cultura e economia solidária, as quais estão sendo implementadas isoladamente, resultando na não continuidade das ações, tanto pelo poder público local como por parte dos agentes culturais territoriais, descaracterizando-as como instrumentos de políticas públicas para o desenvolvimento econômico. A aplicação conjunta destas perpassa pelos ofícios que materializam tais ações, as quais dinamizam uma cadeia produtiva de diferentes produtos e serviços. Dessa forma, promover as práticas da economia solidária no território articulada com a Economia da Cultura, se torna uma alternativa para a sustentabilidade local e regional em suas diferentes dimensões (cultural, social, espacial, econômica e ambiental).

 

- Publicidade -
frpornosexe big tit woman dildos her snatch.
cum from gross fat guy. indianxnxx swallowed adorable teens take turns sucking a big cock.
xxxbunker

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui