O atendimento da demanda de produtos em supermercados e hortifrutigranjeiros, em Caraguá, é bastante prejudicado. Para início de conversa, inexistem feiras livres, nos moldes paulistanos e muito menos um Ceagesp para abastecer o Litoral Norte.

- Publicidade -

A oferta é constituída por mais de 50 estabelecimentos que se apresentam como supermercados. Uma análise mais atenta revela que desses, 44 estabelecimentos são de pequeno ou micro portes e estão espalhados pelos bairros da cidade.

Nove estabelecimento têm características distintas: são de grande porte ou possuem localização central. Desses, cinco mantêm operações de varejo comum, um é hipermercado e três são atacarejos: vendem para o consumidor final e para empresas (restaurantes, bares, quiosques etc), atuando com preços diferenciados para os volumes de vendas.

Esta estrutura de mercado concentrado é chamada de oligopólio, poucas empresas atendem grande parcela do mercado. A concentração e a forma prejudicada de atendimento da demanda dá margem ao advento do carro do ovo, do verdureiro autônomo, do carrinho da mandioca, da perua do mel, de ofertantes de frutas de lugares distantes, entre outras alternativas.

O efeito desta situação, na prática, se manifesta nos preços dos produtos. Em geral elevados, se comparados com São Paulo ou São José dos Campos. Neste contexto como o consumidor pode se defender? Basta responder onde comprar, o que comprar e quando comprar? As respostas formam cinco técnicas que o consumidor deve usar.

Em primeiro lugar é a seleção do supermercado de sua preferência.

Supondo que todos oferecem os mesmos produtos deve-se olhar para aquilo que possuem e que o consumidor dá mais valor. Isto vai conduzir a uma melhor experiência de compra. Vejamos alguns exemplos.

Alguns consumidores podem preferir estabelecimentos mais próximos de sua casa, mesmo que sejam mais caros. Outros podem dar preferência pelo estacionamento com vagas e espaço de manobra, mesmo que o atendimento não seja tão bom. Outro conjunto de consumidores pode preferir a disponibilidade de certas marcas, mesmo a loja sendo distante de sua casa.

Para comprar em supermercados é preciso conhecer pelo menso 5 técnicas (Foto: Arquivo)
Para comprar em supermercados é preciso conhecer pelo menso 5 técnicas (Foto: Arquivo)

Em geral, os consumidores preferem aqueles com preço melhores. Neste caso tem a segunda técnica: observar os estabelecimentos e identificar em que são bons. Nestes itens os preços são menores. Isso faz parte da estratégia do estabelecimento que oferta um produto mais barato para atrair os consumidores e incentivá-los a levar outros produtos, cujos preços são menos competitivos.

Exemplo para comprar em supermercados

Vejamos alguns exemplos. Um supermercado pode ter um açougue que oferta carnes com preço mais barato. Outro tem como vantagem competitiva os preços dos hortifrutigranjeiros. Um terceiro pode ter preços de produtos industrializados imbatíveis. Cabe ao consumidor observar e identificar as vantagens oferecidas por cada estabelecimento e tirar proveito disto.

Operacionalmente, o consumidor deve fazer uma lista detalhada do que deseja comprar no supermercado e se manter fiel a ela no momento da compra. É importante frisar que esta lista tem que estar dentro do orçamento. O objetivo é não comprar demais. Então definido onde comprar, vem o que comprar, como terceira técnica.

Quanto ao momento da compra o ideal é depois do 5º dia últil e antes do dia 25. Neste intervalo os preços tendem a cair. Fora deste intervalo estão os dias de pagamento e as pessoas com dinheiro tem o ímpeto de comprar. Com a demanda maior, maiores os preços.

Em termos pontuais, não realizar comprar as segundas e as sextas-feiras. Priorizar quartas, quintas e sábados. Nestes dias os preços dos hortifrutis tendem a ser menores, há promoções e a qualidade tendem a ser melhores porque o reabastecimento é no início da semana.

Estas são a quarta e a quinta técnicas que identificam quando comprar: durante o mês e durante a semana.

Só lembrando que para os consumidores, aqui de Caraguá, principalmente, as compras em supermercados abocanham parte substancial do orçamento doméstico. Assim, devemos agir estrategicamente para tirar o melhor proveito. Boas compras.

4 COMENTÁRIOS

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui