Travessia São Sebastião/Ilhabela recebe segundo catamarã para operar no verão

LS-05 tem capacidade para 450 passageiros e 51 bicicletas

0
227

Os usuários que utilizam a Travessia São Sebastião/Ilhabela a pé ou de bicicleta passam a contar com mais uma embarcação exclusiva. A lancha tipo catamarã duplo casco é a segunda entregue este ano pela Secretaria de Logística e Transportes para atender os passageiros.

- Publicidade -

A LS-05 é feita totalmente em aço e tem capacidade para 450 passageiros. Ela é equipada com 14 aparelhos de ar condicionado, bicicletário para 51 bicicletas, portas e corredores maiores que possibilitam embarque e desembarque 50% mais rápido e assentos com encosto de cabeça.

Em média, 4 mil pedestres e 900 ciclistas utilizam diariamente a Travessia São Sebastião/Ilhabela e são isentos de tarifa. Com a chegada da segunda lancha de passageiros, o sistema terá à disposição nove embarcações para a temporada de verão (7 balsas + 2 lanchas).

A primeira lancha, a LS-02. tem capacidade para 370 passageiros e de janeiro a novembro transportou mais de 500 mil.passageiros. A travessia com a LS-05, dotada de sistema de ar condicionado, tem a duração de aproximadamente 10 minutos.

A entrega da LS-5 foi realizada por uma comitiva liderada pelo secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, o diretor-presidente da Dersa, João Luiz Lopes, o secretário Adjunto da pasta, Milton Persoli, e o diretor-presidente da Dersa, João Luiz Lopes.

O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, e a prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, participaram da entrega, que contou ainda com a presença de secretários municipais, vereadores e imprensa das duas cidades e macrorregião do Litoral Norte e Vale do Paraíba.

O secretário estadual disse que essa embarcação auxiliará no melhor atendimento aos pedestres e ciclistas que utilizavam o serviço junto aos veículos. “Com a chegada da segunda lancha o serviço será ampliado, com um ganho de 30% na capacidade de veículos das balsas, além de proporcionar mais conforto, segurança e agilidade aos passageiros que utilizam o serviço a pé”, disse Otacviano.

Ele ainda não descarta a possibilidade de estender o serviço de atendimento para o Perequê e a Vila no pós temporada. E também a cobrança pelo uso, “Mas o valor não foi definido.

Para o prefeito Felipe Augusto, essa é uma conquista para as duas cidades que sofrem o serviço de travessia. Para ele, a segunda lancha é sinônimo de qualidade, agilidade e segurança para os usuários. “Nosso especial agradecimento ao governador João Dória que entendeu e atendeu nossas reivindicações”.

A prefeita Gracinha destacou que “esta é uma importante conquista, que deve trazer mais agilidade e conforto para os usuários nesta temporada, quando triplica o número de pessoas nos municípios”.

Nos últimos anos, o serviço público do estado tem recebido duras críticas devido às filas registradas principalmente em feriados prolongados e temporada de verão.  Por isso, a prefeita observa que desde o início de sua gestão, há sete meses, recebeu críticas e cobrou melhoria da qualidade do serviço.

“Vamos acompanhar o andamento e continuar cobrando as melhorias necessárias. Temos procurado ajudar, tanto que melhoramos o conforto e acessibilidade ao fazer, com recurso da prefeitura, a reforma e ampliação do saguão de embarque e desembarque da balsa, na Barra Velha, e o banheiro público do lado do arquipélago”.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo de Ilhabela, Bianca Colepícolo, a chegada da embarcação contribuirá com as ações que serão tomadas para a temporada de verão. “A chegada de mais uma catamarã é essencial para a população e para os turistas que visitam o arquipélago e agrega nas ações para o plano verão”, explicou.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui