EDP tem 10 dias para resolver problema dos fios soltos em Caraguá

Foram feitas 60 autuações no último ano, equivalente a cerca de R$ 150 mil, apenas na região central

0
122
EDP atribui o problema a outras empresas que usam seus postes (Foto: PMC/ Divulgação)

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Urbanismo, deu um prazo de 10 dias para que a EDP, empresa concessionária do serviço de energia elétrica, resolva o problema dos fios soltos espalhados na região central.

- Publicidade -

A decisão foi passada nesta terça-feira (3) aos representantes da empresa e o prazo é válido de 9 a 19 de dezembro. Somente nessa região já foram feitas 60 autuações no último ano, equivalente a cerca de R$ 150 mil.

De acordo com o secretário de Urbanismo, Wilber Cardozo, a medida ocorre após não ter sido tomada nenhuma providência desde as últimas reuniões. “Esses fios colocam a população em risco e o prefeito Aguilar Junior determinou que o problema fosse solucionado”.

Durante a reunião desta terça, a analista de relacionamento da EDP, Andréia Souto, explicou que a maioria dos fios pertence às empresas de telefonia e internet que compartilham de seus postes.

“Infelizmente, essas empresas não fazem a manutenção ou trocam os fios por outros de melhor tecnologia e deixam os antigos cortados e para trás”. Ela disse que a EDP está disposta a resolver a situação e solicitou um encontro com essas empresas para que possam fazer a retirada da fiação.

Com base na Resolução 004/2012 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as concessionárias de energia devem ceder seus postes de forma compartilhada com as empresas de telefonia e internet.

Conforme Cardozo, não é possível mais a população conviver com fios soltos nas calçadas ou pendurados, colocando todos em risco.

“A Prefeitura não vai mais admitir essa situação”, disse ele acrescentando que a fiscalização será efetivada em todo o município e que a comunidade pode acionar o sistema 156 para denúncias.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui