Polícia identifica suspeito de matar turista e pede ajuda para encontrá-lo

Ele teria estrangulado a vítima com uma corda de varal, embalado seu corpo e aguardado um dia inteiro para jogá-la no córrego

0
878
O suspeito já havia cumprido pena por tráico de drogas (Foto: Facebook/ Divulgação)

O homem suspeito de matar uma turista em Caraguatatuba no feriado da Proclamação da República foi identifiado pela Polícia Civil e as equipes pedem ajudar para localizá-lo. Felipe Tiago Fet Lino tem 31 anos e mora a menos de 100 metros do local do crime. Ele foi reconhecido através de imagens de câmeras de segurança e segue desaparecido.

- Publicidade -

Cristina Coelho Novaes, de 32 anos, era moradora da cidade de São Paulo e, de acordo com uma testemunha anônima, teria conhecido o suspeito através de um aplicativo. O corpo da vítima foi encontrado no domingo (17), embalado em um cobertor cor de rosa e dentro de um saco plástico branco em um córrego no bairro Poiares.

Nas imagens da câmera de segurança, o suspeito aparece descendo a rua com um saco semelhante ao usado na vítima, dentro de um carrinho de supermercado. Na sequência, ele voltou com o carrinho vazio. Além disso, ele teria postado fotos no dia do crime em suas redes sociais, usando a mesma roupa que aparece nos vídeos.

O delegado Jairo Luiz Pinto Pontes, da Delegacia da Mulher, informou que o procurado é muito falante, mas também muito violento, já tendo cometido crimes anteriores. “Eles se encontraram em um bar na madrugada de sábado (16) e seguiram para a casa dele após conversarem. Ele teria estrangulado a vítima com uma corda de varal, embalado seu corpo e aguardado todo o dia de sábado para jogá-la no córrego”.

Após a elucidação do caso, foi necessário solicitar junto a justiça um pedido de prisão preventiva, para poder executar a prisão do suspeito. A Polícia conta com ajuda da população, que pode denunciar o paradeiro do homem através do 190 ou do 180, onde a denúncia é anônima.

Vizinhos do suspeito informaram que o homem parecia bastante simpático, mas havia cometido crimes anteriores; ele havia saído da penitenciária há apenas dois meses, onde esteve preso por tráfico de drogas.

Cristina era filha do renomado veterinário Washington Coelho Novaes e veio passar o  feriado em Caraguatatuba com sua família.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui