São Sebastião confirma primeiro caso positivo de sarampo

Litoral Norte tem pelo menos 4 diagnósticos confirmados e dezenas de suspeitas

0
37
Vacina é a única proteção contra a doença (Foto: Divulgação)

A Vigilância Epidemiológica de São Sebastião confirmou o primeiro caso de sarampo da cidade, nesta quinta-feira (26). A moradora, de 21 anos, deu entrada Hospital de Clínicas, com suspeita da doença, no final de agosto, quando amostras biológicas foram encaminhadas para o Instituto Adolfo Lutz, que emitiu laudo com resultado positivo.

- Publicidade -

De acordo com a Vigilância, apesar de ser residente em São Sebastião, o local provável de infecção foi na cidade de Caraguatatuba, onde a mulher trabalha, sendo um possível diagnóstico de caso importado.

A Prefeitura de São Sebastião ressalta que está atendendo a recomendação nacional do Ministério da Saúde de reforçar as ações contra o sarampo em bebês de seis meses a um ano, desde o dia 23 de agosto, visando à prevenção do público infantil, e considerando a vulnerabilidade de casos graves e óbitos nessa faixa etária, em todo Brasil. A ação está sendo realizada em todas as unidades básicas de saúde do município.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, pessoas com até 29 anos devem possuir duas doses da vacina tríplice viral registradas; já de 30 a 59 anos devem ter o registro de pelo menos uma. Pessoas a partir dos 60 anos são consideras imunes, uma vez que no passado, tiveram contato com o vírus Measles morbillivirus.

Em 2018, a cobertura vacinal do sarampo em São Sebastião chegou a 98%, portanto, é necessário manter os altos índices de cobertura com objetivo para evitar epidemia.

Litoral Norte

Em Caraguatatuba, a Secretaria de Saúde também confirmou o primeiro caso na semana passada. A paciente é um bebê de 8 meses, moradora do bairro Capricórnio, que já está em casa. Até o momento foram 16 notificações, das quais uma positiva, quatro foram negativas e outras 11 estão em análise pelo Instituto Adolpho Lutz.

Em Ilhabela já são dois casos confirmados da doença. A prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica, confirmou no dia 29 de agosto, que um paciente tem 29 anos, morador do Morro Santa Tereza, lado norte da cidade contraiu o sarampo. O homem está em casa e passa bem. O primeiro caso foi de uma adolescente de 17 anos, moradora da Barra Velha, e até o momento existem seis casos suspeitos em acompanhamento, aguardando os resultados de exames.

Na cidade de Ubatuba há um caso confirmado no início de setembro pela Vigilância em Saúde. Trata-se de um garoto de 8 anos, morador da região central, que passa bem. Há ainda outros 20 casos suspeitos, aguardando resultado de exame. Desse total, a maior parte – 14 casos – é de crianças e adolescentes entre 6 meses e 19 anos de idade.

Sarampo no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), em 2019, foram confirmados mais de 5 mil casos da doença no País, destes, 90,3% foram confirmados por critério laboratorial, e 9,7% por critério clínico epidemiológico.

Ainda segundo o MS, este ano, foram confirmados quatro óbitos por sarampo no Brasil, sendo três no Estado de São Paulo e um em Pernambuco. Três óbitos ocorreram em menores de 1 ano de idade, e um indivíduo de 42 anos. Apenas um dos casos era do sexo feminino e nenhum era vacinado contra o sarampo.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui