Vereadores esvaziam pauta da sessão para fazer homenagens

Pedidos para construção de ponte em Cambury, revitalização de área de lazer no Jaraguá e contratação de psicólogos estavam entre os 17 requerimentos, previstos na pauta da sessão desta terça-feira (30), na Câmara de São Sebastião. Mas os vereadores decidiram retirar quase todos, e deixar para a semana que vem. O motivo: apressar a sessão para fazer homenagens.

Entre os requerimentos retirados estão os de Wagner Teixeira, que queria informações sobre três contratos, num custo total de R$ 35 milhões. “Retirei a pedido do vice-prefeito e da presidente da OAB para que a sessão não demore”, disse Wagner.

Apenas os vereadores Mauricio Bardusco e Giovani Pixoxó fizeram questão de manter os requerimentos que apresentaram. “É a ferramenta que temos pra trabalhar. Nunca vou retirar requerimento por causa de uma moção de aplausos”, justificou Pixoxó, depois da sessão, ao ser procurado pelo Nova Imprensa.

As homenagens foram abertas com o secretário Reinaldinho Moreira, que falou na tribuna por nada menos que 22 minutos – quase o tempo que durou toda a sessão (26 minutos), até ser suspensa para entrega de quadros aos homenageados.

Reinaldinho enalteceu as ações da secretaria que comanda, a de Saúde. Ele garantiu que não faltam medicamentos, e acredita que São Sebastião tem a melhor odontologia do País. “Se alguém falar que teve dor de dente, foi porque quis. Em São Sebastião não tem motivo pra alguém ter dor de dente”, declarou o secretário, ao valorizar o atendimento disponível nas unidades de saúde.

Ao lado dele estavam diretores e chefes da secretaria e da Fundação de Saúde.

Com a sessão abreviada, Reinaldinho conseguiu chegar a tempo no gabinete do prefeito, para participar da live semanal de Felipe Augusto, e exibir o quadro recebido.

Melhor do Brasil

O vereador José Reis, autor da homenagem, foi mais além. “Nós temos a melhor Saúde do Brasil”, proclamou Reis. “Temos todos os serviços que vocês possam imaginar”, completou ele.

Reis defendeu a importância da entrega da moção. “Sem isso, talvez a população não fique sabendo do trabalho de vocês”, comentou o vereador, que ainda arriscou falar em nome da população. “Quem está dando essa moção é a população sebastianense”, disse Reis.

O vereador ainda aproveitou para combinar voto com Reinaldinho na próxima eleição. “Ou ele vota em mim ou eu voto nele”, anunciou.

Entrega antirregimental

A moção entregue por Reis, aos órgãos de Saúde, não entrou na pauta da sessão, uma vez que já estava aprovada desde o dia 29 de março. O regimento da Câmara não prevê a suspensão da sessão para entrega de moções que não constaram na pauta do dia. Em casas legislativas sérias e mais organizadas, as homenagens são realizadas em sessões solenes, destinadas exclusivamente para esse fim.

Depois da moção de aplausos para os órgãos de Saúde, o plenário da Câmara foi ocupado pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), que também prestou homenagens.

O ato foi realizado com base numa lei municipal de 2009, que criou o Dia do Advogado. Mas o texto da lei prevê a “comemoração” em sessão solene, na data escolhida para homenagear a categoria: 11 de agosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.