Mais uma baleia jubarte morre ao se enroscar em rede de pesca

Mais uma baleia jubarte morreu na manhã desta quinta-feira (26) ao se enroscar acidentalmente em uma rede de pesca na praia do Arrastão, em São Sebastião. O animal era juvenil e tinha aproximadamente 9 metros de comprimento. Ele foi avistado vivo, por moradores e frequentadores da praia que tentaram retirá-lo das linhas, mas não conseguiram.

A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) do Instituto Argonauta foi acionada e se dirigiu até o local quando o animal ainda estava vivo, mas ele não resistiu e veio a óbito em seguida. A área foi isolada e para a equipe de biólogos realizar a necropsia e, posteriormente, o corpo foi rebocado até a Praia Grande (Balneário dos Trabalhadores) e enterrado.

Segundo o Argonauta, esta é 11ª baleia jubarte que sofre encalhe no Litoral Norte em 2021, um aumento de 175% em relação a 2020, quando encalharam quatro animais na região.

Entre essas 11 baleias, cinco tiveram contato com redes de pesca e três morreram em decorrência disso. O aumento no número de encalhes e mortes de baleias jubarte na costa brasileira em 2021 mobiliza pesquisadores, que buscam compreender os aspectos que estão levando à maior mortalidade desses animais.

Segundo dados do Projeto Baleia Jubarte, 139 animais morreram após encalhar na costa brasileira desde maio – no ano passado, foram registrados 70 animais, e um número recorde desde que esses começaram a ser compilados. Os estados brasileiros com maior registro de encalhes são Santa Catarina (45) e São Paulo (39).

As causas da mortalidade estão sendo estudadas, mas algumas hipóteses estão sendo levantadas pelos pesquisadores. As mudanças climáticas já impactam a região antártica, com flutuações na disponibilidade de alimento das baleias-jubarte (que se alimentam principalmente de krill, uma espécie de crustáceo). Outra hipótese são mudanças no padrão das correntes marítimas, que podem levar os animais a deslocamentos mais próximos à costa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.