Caraguatatuba entra em estado de alerta para infestação de dengue

A cidade de Caraguatatuba entrou em estado de alerta por conta da dengue no município. O resultado da Avaliação de Densidade Larvária (ADL), realizada em abril pelos agentes de controle, apontou que o nível de infestação do mosquito Aedes aegypti é de 1,7%, número maior do que o ideal segundo o Ministério da Saúde.

Ao todo, foram visitados 2.155 imóveis. De acordo com os parâmetros, quando o índice obtido é menor que 1% o resultado é satisfatório; de 1,1% a 3,9% é preciso ficar em estado de alerta; e acima de 4% é considerado alto risco.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, Caraguatatuba registrou, até esta quinta-feira (6), 17 casos confirmados de pessoas com dengue.

Alerta na região norte

Segundo o coordenador do controle da dengue, Ricardo Fernandes, o nível de infestação no Jetuba, região norte, foi o que mais chamou a atenção das equipes. Nesse bairro a ADL chegou a 3,06%. “Diante desse quadro, iremos concentrar as atividades de combate, visitando casa por casa desse local”.

Ainda na região norte, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) realiza nebulização no bairro Casa Branca e bloqueio mecânico, que inclui a eliminação de criadouros do mosquito, no Massaguaçu.

Para Ricardo, toda a população pode e deve fazer a sua parte para combater a dengue. “As pessoas podem fazer vistorias semanais em seus imóveis para eliminar os criadouros; isso contribui para o nosso trabalho”.

Outra ferramenta no combate à dengue é o ‘156 Caraguatatuba’. Ricardo explicou que através dele “o morador poderá fazer denúncias de locais que tenham possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.