Estado suspende operação descida na rodovia dos Tamoios

Prefeituras do Litoral Norte também se mobilizam no início do megaferiado com bloqueio de praias, reforço policial e exigência de testes para Covid-19

0
415
operação
Decisão visa evitar turismo no Litoral Norte durante fase emergencial do Plano SP (Foto: CT/ Divulgação)
- Publicidade -

A operação descida na rodovia dos Tamoios, um dos principais acessos às praias do Litoral Norte, foi oficialmente suspensa nesta sexta-feira (26). O objetivo é desestimular o aumento do fluxo de veículos rumo às praias durante o feriado de 10 dias decretado na cidade de São Paulo. A medida, implementada também no sistema Anchieta Imigrantes , segue até o dia 4 de abril.

- Publicidade -

A iniciativa de paralisar a operação descida atende a pedido das cidades da região para conter o excesso de visitantes. O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, enviou diversos ofícios ao governador João Doria no sentido de alertar sobre o risco de colapso no sistema de saúde local, que já está quase no limite. Ele se reuniu na quinta-feira (25), com os comandantes da Polícia Militar e reforçou a necessidade de apoio durante os dias do megaferiado na capital paulista.

Dentre as principais ações restritivas anunciadas em Caraguatatuba, com o intuito de frear o contágio da Covid-19, estão ações da interdição da Avenida da Praia, bloqueio da entrada de pontos turísticos e a proibição de estacionamento em praias.

Em São Sebastião, a Prefeitura anunciou o fechamento dos acessos às praias com tapumes. Apenas uma via será mantida, destinada para quem quiser fazer atividade física individual, como caminhada, surfe etc. As pessoas que estiverem com guarda-sol e cadeira devem ser retiradas das praias pela fiscalização.

No arquipélago de Ilhabela, a administração está exigindo de visitantes resultado negativo de teste PCR (cotonete) para coronavírus, realizado na últimas 48 horas, antes do embarque na travessia de balsas e catamarãs.

A cidade de Ubatuba foi notificada judicialmente para cumprir as determinações do Plano SP em relação ao funcionamento dos comércios. A Prefeitura acatou a decisão e também proibiu a abertura de cabeleireiros, academias, bares e outros segmentos, que ainda estavam liberados. Outra decisão foi instituir o rodízio de veículos de turistas para manter as pessoas em isolamento social no período do super feriado. Veículos com placas de final ímpar, somente podem circular nos dias ímpares, e os veículos com placas de final par, só nos dias pares.

“Pedimos à população que nesse feriado fiquem em suas cidades de residência, que não venham a Ubatuba para não provocar aglomeração e que mantenham o distanciamento social, além de manter todos os protocolos sanitários de uso de máscara e higiene das mãos. Nosso município já tem 80 mortos devido à doença, são pessoas, não são números”, declarou a prefeita Flávia Pascoal.

Fluxo de veículos

A média do movimento de veículos na rodovia dos Tamoios no final de semana anterior ao decreto estadual que instituiu a fase emergencial do Plano São Paulo, foi de 63,3 mil veículos na descida e de 65,2 mil na subida. No último final de semana (19 a 21 de março), como efeito das medidas restritivas, o movimento reduziu 32,5% em relação ao fim de semana anterior ao decreto. O movimento registrado foi de 43,3 mil veículos na descida e de 43,5 mil na subida.

Operação na Anchieta-Imigrantes

Após a decisão de suspender a operação descida no sistema Anchieta-Imigrantes, o Governo de São Paulo registrou queda de 20% no movimento: foram 203 mil veículos neste final de semana (de 19 a 21 de março) ante 256 mil em igual período da semana anterior (de 12 a 14 de março).

“São 53 mil veículos a menos! Estamos empenhados em atingir o nosso objetivo de desestimular o fluxo rumo ao litoral paulista com o fim dessa operação. O momento é de salvar vidas”, afirmou o secretário de Logística e Transportes de SP, João Octaviano Machado Neto.

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui