Homem é preso em Maresias com armamento roubado em Catanduva

Comerciante de 48 anos disse que comprou as armas e confessou ser usuário de cocaína

0
118
A ocorrência foi registrada na madrugada de hoje (Foto: PM/ Divulgação)

Um armamento que teria sido furtado em Catanduva, na região noroeste de São Paulo,  em 2017, foi recuperado pela Polícia Militar na Rua Navegantes, em Maresias, Costa Sul de São Sebastião, na madrugada desta sexta-feira (24). O suspeito, um comerciante de 48 anos, identificado como M.K., foi preso.

- Publicidade -

A equipe havia recebido um chamado de furto em residência e foi averiguar. Chegando ao local, viu pela fresta do portão um homem armado dentro da casa. Eles se identificaram como sendo da PM e o homem abriu o portão, mas negou que estivesse acontecendo um furto no local.

O morador contou que havia guardado sua arma e afirmou que estava sozinho; contou ainda que havia se mudado para São Sebastião há aproximadamente 45 dias, após comprar a casa.

Na sala do imóvel, foi encontrado um jetloader, um recarregador rápido de revólveres, além de munições. Um revólver Taurus calibre 38, totalmente carregado também foi encontrado em um móvel.

Questionado sobre ter outras armas, o suspeito disse que não possuía, porém, os policiais encontraram no quarto, entre a cama e o colchão box, uma pistola da marca Taurus calibre 380, carregada com 15 munições; na cômoda do quarto mais um carregador com 15 munições e duas armas de pressão utilizadas para Airsoft, ainda na caixa e com suas munições esféricas. Na cômoda, havia um pote contendo pó branco similar a cocaína, pesando aproximadamente 19 gramas.

O suspeito informou aos policiais que as armas de Airsoft seriam para seu lazer e a cocaína era para uso pessoal. Ele confessou ser usuário e que foi internado sete vezes em clínicas de reabilitação para tratar a dependência química.

O suspeito informou ainda que o revólver e a pistola teriam sido comprados de um mototaxista, na cidade de Ribeirão Preto, há um ano, para sua proteção pessoal. Que o armamento pertencia a um “tio do rapaz que era policial militar e havia falecido” e que não possuía documentos das armas, sequer sabia o nome do vendedor.

Segundo a polícia, a pistola Taurus havia sido furtada na cidade de Catanduva,  interior de São Paulo, em 2017, de um policial militar.

Ele foi preso em flagrante por receptação de produto de roubo ou furto, além de posse ilegal de armamento permitido, sem direito a fiança.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui