Quatro mulheres tentam entrar com drogas no CDP de Caraguatatuba

Duas delas, sendo uma de 50 anos, escondiam o entorpecentes na vagina

0
174

Quatro mulheres foram flagradas, no último final de semana do ano, ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória (CDP) “Dr. José Mariz de Oliveira”, de Caraguatatuba, com drogas no corpo. Foram apreendidas quase 300 gramas de maconha, mais da metade escondida na vagina de companheira e mãe de prisioneiros.

- Publicidade -

As primeiras ocorrências foram pela manhã quando duas jovens tentarem entrar com a erva escondida no cós da calça. O volume suspeito na roupa das infratoras chamou a atenção das servidoras responsáveis pela revista dos visitantes. Uma delas, de 20 anos, levava 48 gramas da droga, enquanto a outra, de 18 anos, carregava 40 gramas do entorpecente nas vestes.

Mais tarde, por volta das 14h, a companheira de um detento foi surpreendida ao passar pelo escâner corporal com um invólucro com maconha dentro da vagina. A mulher de 22 anos carregava 99 gramas da erva no corpo. Outra infratora, mãe de um preso, foi flagrada com a mesma estratégia. A suspeita, de 50 anos, carregava 100 gramas de maconha no órgão genital.

Elas foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia, onde foram lavrados os Boletins de Ocorrência e tiveram seus nomes suspensos do rol de visitas da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui