Armas e penas de jacu são apreendidas em sítio em Caraguatatuba

O suspeito de ser dono do local e praticar a caça fingiu que estava passando mal e fugiu pela mata

0
2939
O flagrante aconteceu na região sul, na terça-feira (Fotos: PM/ Divulgação)

Armas e penas de jacu foram apreendidas pela Polícia Militar Ambiental Terrestre, dentro de um sítio, na região sul de Caraguatatuba, na última terça-feira (10). A ação foi o cumprindo de um mandado de busca e apreensão por suspeita de caça ilegal, na Estrada da Intermediária – Rio Claro. O suspeito de praticar o crime fingiu que estava passando mal e fugiu pela mata.

- Publicidade -

Os PMs receberam denúncia de que A. R. B., morador do local tinha armamento consigo. O homem a princípio relutou para abrir o portão, apresentando-se como morador e atual proprietário da área. Ao saber do mandato, autorizou a entrada da equipe, mas ao perceber que os policiais aproximavam-se de um fogão a lenha, pediu para beber água simulando que estava passando mal e correu para um dos cômodos e fugiu pulando a janela.

Os policiais ainda tentaram encontrá-lo na mata, porém, em razão da extensão da propriedade, bem como devido à vegetação abundante ao redor e quantidade de trilhas e acessos, não conseguiram localizar o suspeito.

Na propriedade os policiais apreenderam um revólver calibre 32, uma espingarda calibre 22; 65 cartuchos de espingarda calibre 22; 12 cartuchos de espingarda calibre 28; 17 munições de revólver calibre 38; 6 munições de revólver calibre 32; duas espingardas de chumbinho; dois cartuchos deflagrados calibre 32; um cartucho deflagrado calibre 38; um cartucho deflagrado calibre 28; uma faca; penas de ave da espécime jacu; três pios; um estilingue e 22 potes contendo chumbinho.

Muitas vezes as penas das aves são utilizadas para confecção de artesanato, segundo a Policia Ambiental.

Diante dos fatos, a ocorrência foi apresentada no 1° Distrito Policial do Porto Novo, onde o material foi entregue.  A Polícia Ambiental informa que denúncias podem ser feitas pelo telefone (12) 3886-2200.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui