Catamarã para pedestres entra em operação no sábado (19) sem taxa de embarque

Após 4 meses os usuários terão que pagar para fazer a travessia São Sebastião/Ilhabela

0
238
Catamarão tem capacidade para 370 pessoas (Foto: Nova Imprensa)

Por Fernanda Veiga

- Publicidade -

A primeira viagem do catamarã que vai fazer a travessia para pedestres e ciclistas entre São Sebastião e Ilhabela aconteceu na tarde dessa quarta-feira (16). A promessa é que o serviço entre em operação para a população no próximo sábado (19). Em fase de teste, o percurso será gratuito por quatro meses e depois os usuários deverão pagar uma taxa de embarque.

Segundo anunciado pelo Governo do Estado, serão dois catamarãs em funcionamento ainda na temporada. Apenas um foi entregue até o momento. Cada embarcação tem capacidade para 370 passageiros, incluindo 33 ciclistas e espaço para dois cadeirantes. A travessia deve durar entre 8 e 10 minutos.

De acordo com a Dersa, a chegada do catamarã vai permitir a separação entre veículos e pedestres, gerando ganho de até 30% na capacidade de carros nas balsas.

A lancha LS-02 era usadada para a travessia Santos/ Guarujá e foi reformada, com investimento de R$ 3,6 milhões. Ela é feita em fibra de vidro e recebeu novo sistema hidráulico e elétrico, pintura, novos equipamentos de salvatagem, sistema de ar-condicionado, monitoramento interno com câmeras, novos assentos e teve as janelas ampliadas.

Sobre o segundo catamarã, a Dersa informou que a lancha LS-04, também com capacidade para 370 passageiros, está com a reforma 50% concluída, porém, a empresa que realizava os trabalhos não cumpriu com as obrigações legais e, portanto, teve o seu contrato rescindido, em dezembro do ano passado. A Dersa está tomando as medidas legais para dar andamento ao processo licitatório para a reforma.

Evento

O evento de inauguração do catamarã contou com a presença prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto e do prefeito de Ilhabela, Marcio Tenório. Também participaram do teste o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, o presidente da Dersa, Milton Persoli, e o diretor de Operações da companhia, João Luiz Lopes.

Embarcação foi totalmente reformada (Foto: Nova Imprensa)

Márcio Tenório, que desde o início de sua gestão fez duras críticas à qualidade do serviço, entregando ofícios aos governadores Geraldo Alckmin e Márcio França, comemorou a chegada da primeira lancha. “Essa é uma importante conquista, que proporciona mais segurança e conforto para moradores e turistas. Também ampliará a capacidade de veículos nas balsas atuais. Vamos continuar cobrando melhorias nas infraestruturas das balsas e serviços prestados à população. Esse é mais um compromisso que assumi e que honramos com nossa população”, declarou Tenório.

Para o prefeito Felipe Augusto, a entrega do catamarã é uma ação importante e foi realizada rapidamente pelo novo Governo. “Nos primeiros dias do ano já nos reunimos com o secretário e o presidente da Dersa discutindo a correção da gestão de travessias entre São Sebastião e Ilhabela por meio das balsas, entre outras demandas e agora estamos fazendo esse teste, uma travessia com mais conforto, qualidade, segurança e respeito aos cidadãos das duas cidades”.

Durante o teste operacional, o secretário João Octaviano, disse que “a embarcação é mais adequada para atender esse público e irá diminuir o tempo de travessia, o que irá melhorar o fluxo das pessoas, além de proporcionar uma qualidade e segura maior. Em breve a lancha também terá wi-fi”, contou.

Oitava balsa

Sobre a promessa de reforço na travessia com a chegada da oitava balsa, a Dersa informou que a empresa que executava a reforma da embarcação FB-20, com capacidade para 40 veículos, também não cumpriu as obrigações legais. Dessa forma, a companhia terá que convocar a segunda empresa classificada no processo licitatório para que seja dado prosseguimento à remodelação do ferryboat.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui