Prefeito culpa funcionários por demora no atendimento em hospital de Boiçucanga

Felipe Augusto diz que trabalhadores querem aumento salarial e fazem “operação tartaruga”

0
199
boiçucanga
Pacientes reclamam de demora de 5 horas no atendimento em Boiçucanga (Fotos: Helton Romano/NI)

O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, teve que dar explicações sobre o atendimento na nova unidade de saúde de Boiçucanga, denominada como hospital. Ele afirma que a demanda caiu pela metade, a equipe aumentou e culpa os trabalhadores pela lentidão.

- Publicidade -

hospital

A demora, segundo o prefeito, estaria sendo provocada pelos funcionários da unidade. “Estão reivindicando 10% de aumento e começam a criar essa operação tartaruga”, declarou Felipe, em entrevista à Rádio Morada, nesta sexta-feira (15). “Temos um combinado entre operação política e questão técnica”, considera o prefeito.

Para ele, a temporada é mais curta e “muita gente já foi embora”. “Não justifica essa situação de paralisação. É pressão de alguns pra que haja aumento”, afirma Felipe, que prometeu fazer mudanças no comando da equipe de Boiçucanga.

O prefeito ainda disse ter avisado que não seria fácil “colocar o hospital de Boiçucanga para funcionar”. “Leva um tempo”, comentou.

Até o final do ano passado, o prefeito e a secretária de Saúde vinham apontando o excesso de turistas como causa da morosidade. “Estamos atendendo muita gente de fora”, declarou Felipe, na live do dia 29 de dezembro.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui