Dersa deixa operação da travessia de balsas neste domingo (1º)

Processo de privatização deve ser concluído no primeiro semestre de 2021

0
668
Dersa
Dersa será extinta e as balsas serão operadas por empresas privadas (Foto: Nova Imprensa)
A Dersa vai deixar de operar a travessia de balsas entre São Sebastião e Ilhabela, no próximo domingo (1º). O governo do Estado de São Paulo já iniciou o processo de concessão e o edital de licitação deve ser publicado ainda em dezembro deste ano. O objetivo é que o sistema esteja funcionando com a nova empresa no primeiro semestre de 2021.
O Departamento Hidroviário (DH), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Logística e Transportes, assume o serviço até a finalização do processo de privatização, que vai englobar as oito travessias litorâneas do Estado de São Paulo.
A transferência faz parte do processo de extinção da Dersa, iniciado em 2019. No dia 20 de outubro, foi aprovada, em assembleia, a dissolução da diretoria e a nomeação de um liquidante da companhia, assim como a eleição de um conselho fiscal. Segundo o governo Dória, o objetivo da ação é enxugar a máquina estatal.

Serviço sem a Dersa

Ainda de acordo com o governo do Estado, o processo de transição não vai trazer prejuízo aos usuários da balsa. O DH irá manter os serviços e ações implantadas pela atual gestão, com o mesmo número de embarcações, inclusive o catamarã para pedestres, bem como as obras de reformas e os serviços de manutenção 24 horas.
Durante o verão de 2019/ 2020, cerca de 2,7 milhões de pessoas passaram pelas oito travessias do Estado. Os dados estaduais apontam uma redução de 57% na média do tempo de espera para embarque nas balsas, nesse período.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui