Pandemia ajuda reduzir casos de dengue  em Caraguatatuba

Circulação do vírus diminuiu com as pessoas ficando mais dentro de casa, saltando de 3.226 casos em 2019 para 700 em 2020

0
73
dengue
Dengue diminuiu com as pessoas dentro de casa (Foto: Divulgação)

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) fez surgir uma constatação positiva em Caraguatatuba: a circulação do vírus da dengue diminuiu, pois a população tem ficado mais em casa. Segundo a secretaria de Saúde, os casos apresentaram uma queda significativa neste ano quando comparado com o mesmo período do ano passado.

- Publicidade -

Somente no período de janeiro a setembro de 2019, foram registrados 3.226 casos positivos de dengue na cidade e seis óbitos. Nesse mesmo período de 2020, foram 700 casos da doença, sem nenhum óbito.

O coordenador de controle da dengue do Centro de Controle Zoonoses (CCZ), Ricardo Fernandes, explicou que neste ano, o pico da epidemia de dengue foi no mês de março, com 274 casos. “Por conta da quarentena e do isolamento social impostos pelas autoridades de saúde, acredito que a menor circulação das pessoas contribuiu para uma diminuição de caso, ou seja, menos circulação do vírus”.

dengue

De acordo com o CCZ, há pelo menos três semanas não tem registro de casos confirmados no município. Mas, mesmo sem esse registro, o órgão informa que continua com as vistorias para eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

“Mesmo com a queda, nossos agentes ainda encontram criadouros nas residências”, alerta Fernandes, por isso, ele reforça a importância de se comunicar e educar os munícipes para continuar eliminando criadouros.

As vistorias são realizadas de porta em porta com orientações e, em casos específicos, os agentes de controle da dengue entram nas residências em busca de possíveis criadouros.

Por conta da pandemia da Covid-19, o Ministério da Saúde publicou uma nota informativa que orienta aos agentes que evitem a entrada nas casas dos moradores para proteger ambos de um possível contágio com o vírus.

Dengue

Os sintomas da doença variam muito. Às vezes, a pessoa pode não apresentar sintomas ou ter um quadro grave, como, por exemplo, a hemorragia que pode levar a pessoa a óbito. Porém, é preciso estar atento. Normalmente o primeiro sintoma da doença é a febre alta, entre 39° a 40°C, seguida de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, fraqueza, dor atrás dos olhos e formigamento.

Ao sentir esses sintomas, a pessoa deve procurar o atendimento médico em uma unidade de saúde mais próxima e nunca se automedicar, pois isso pode complicar ainda mais o quadro da doença.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui