Retomada das aulas presenciais é alvo de protestos em São Sebastião

Professores a pais de alunos participaram da carreata “aula presencial sem vacina é chacina” pelas ruas do centro

1
157
aulas
Manifestantem alertam para riscos da retomada das aulas (Fotos: Sindserv)

Professores e pais de alunos estiveram em carreata pelas ruas da região central de São Sebastião, contra a retomada das aulas presenciais. O ato aconteceu nesta terça-feira (11), com o tema “aula presencial sem vacina é chacina” e alerta para os riscos de uma contaminação em massa pelo novo coronavírus (Covd-19).

- Publicidade -

aulas

Com paradas em frente a Prefeitura, Câmara e Secretaria de Educação, os manifestantes expuseram cartazes e declarações de profissionais da educação sobre o perigo da retomada. De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos (Sindserv), os profissionais da educação seguem se empenhando para garantir o ensino online.

“Estamos lutando pelo direito a vida e a saúde de todos. Os governantes precisam entender e se posicionar contra qualquer tipo de retomada, pois não existe a mínima estrutura para garantir a segurança de todos”, completa a presidente, afirma a presidente do Sindserv, Cristiane Leonello.

O próximo ato público “aulas presenciais sem vacina é chacina” ocorrerá na Costa Sul, no dia 18 de agosto, às 16h30, com início na praça próximo a Escola Walkir Vergani, em Boiçucanga.

aulas

Outras ações contra o retorno das aulas

A decisão da realização dos atos públicos e mobilizações foi tomada em assembleia do Sindserv, no dia 5 de agosto, de forma virtual. Os servidores da Educação também declararam Estado de Greve, notificado à prefeitura pelo Ofício Sindserv 89/20.

Outra ação é a realização de um abaixo-assinado virtual pelo não retorno presencial das aulas, que será encaminhado à Prefeitura, à Secretaria de Educação e à Diretoria de Ensino, que já está com mais de 800 assinaturas.

O departamento jurídico do sindicato também está tomando todas as medidas legais cabíveis para acionar os órgãos competentes em prol do não retorno às aulas presenciais enquanto perdurar a pandemia. Os servidores devem se reunir em nova assembleia, no dia 20 de agosto, para organizar as próximas ações.

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui