Caraguatatuba quer mais leitos no HR e restrição de acesso ao municipio

Município possui um número reduzido de leitos hospitalares de isolamento

3
297
Prefeito Aguilar Junior cobra medidas do governo do Estado
Prefeito Aguilar Junior cobra medidas do governo do Estado

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, cobra do Estado mais leitos para o Hospital Regional do Litoral Norte (HR), bem como a restrição de acesso ao município como uma importante ação para o enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

- Publicidade -

O ofício foi assinado nesta segunda-feira (04/05) e endereçado ao governador de São Paulo, João Dória, e ao secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi.

De acordo com o prefeito, a Secretaria de Saúde está investindo na compra de diversos equipamentos, criando leitos, estruturas e capacitando os profissionais de saúde, além de realizar uma série de ações junto à fiscalização de comércios, higienização de ruas e pontos de ônibus.

Ao mesmo tempo promove uma ampla campanha de conscientização da população sobre o contágio.

Mais casos, mais leitos

“Mesmo com todos os nossos esforços, o município já constatou óbitos e a perspectiva, segundo os especialistas, é de aumento da propagação do vírus e do crescimento exponencial do número de pessoas infectadas nos próximos dias”, ressaltou Aguilar Junior.

Ainda segundo ele,  o município possui um número reduzido de leitos hospitalares de isolamento capazes de atender toda a demanda e, por isso, solicita ao governador a liberação de mais leitos no Hospital Regional em Caraguatatuba para atendimento dos pacientes com a Covid-19.

Em relação à restrição de trânsito na cidade, Aguilar Junior destaca que está  preocupado com o grande fluxo de pessoas que acessam o município pelas rodovias estaduais, principalmente a Tamoios.

“Solicitamos que sejam adotadas medidas restritivas, como o fechamento da rodovia dos Tamoios para os não residentes na cidade e aos serviços que não sejam essenciais, além da adoção de barreiras sanitárias”, destacou Aguilar Junior em seu pedido.

Cronologia

Em 16 de março, Aguilar Junior encaminhou um ofício ao governador pedindo a antecipação da inauguração do Hospital Regional e a disponibilização de leitos para pacientes com suspeita ou confirmados com a Covid-19.

De fato, o Hospital Regional foi aberto para funcionamento no dia 30 de março com 10 leitos com respiradores, com expectativa para entrega de mais 10 leitos até dia 15 de abril, o que não se concretizou.

No dia 20 de março, o Ministério Público do Estado de São Paulo e Município de Caraguatatuba ingressaram com uma Ação Civil Pública com pedido de tutela de urgência liminar para o fechamento da Rodovia dos Tamoios (SP-99), principal via de acesso ao Litoral Norte, visando a proibição do acesso a Caraguatatuba de turistas e veranistas.

A medida liminar foi concedida na noite de 21 de março pelo juiz da 1ª Vara Cível de Caraguatatuba, Ayrton Vidolin Marques Junior.

No entanto, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo derrubou a liminar no mesmo dia.

Outra ação tomada pela Prefeitura de Caraguatatuba visando reduzir o contágio pelo novo coronavírus, foi a realização de uma barreira sanitária, instalada na chegada ao município na Rodovia dos Tamoios.

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo também derrubou a liminar concedida pela Justiça de Caraguatatuba e determinou a suspensão da barreira sanitária.

3 COMENTÁRIOS

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui