Justiça proíbe Airbnb e Booking de atuarem em São Sebastião

Decisão prevê multa diária de R$ 3 mil por anúncio de hospedagem com objetivo de combater pandemia muncial de coronavírus

0
6251
Medida visa combater pandemia muncial do Covid-19 (Imagem: Divulgação)

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo proibiu as operadoras de hospedagem Arbnb e Booking de atuarem na cidade de São Sebastião. A decisão, proferida nesta segunda-feira (6), visa evitar a propagação da pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19) e prevê multa diária de R$ 3 mil por anúncio realizado.

- Publicidade -

A ação civil pública, impetrada pela Prefeitura de São Sebastião e deferida pelo juíz Guilherme Kirschner, suspende por tempo indeterminado os serviços de hospedagem em casas de veraneio, hotéis, pousadas, albergues, pensões e outros estabelecimentos similares.

Ficou determinado ainda que as empresas devem excluir qualquer anúncio de seus sistemas de pesquisa no prazo de 24 horas. A proibição segue enquanto durarem as medidas de isolamento social previstas em decreto estadual e municipal.

No documento, o juíz pede o cumprimento imediato da decisão, dado o perigo de disseminação da doença na região.”De outra banda, salta à evidencia o perigo na demora, vez que a manutenção do afluxo de pessoas ao município poderá trazer graves riscos à saúde da população local”.

O Airbnb informou ao jornal Nova Impresa que ainda não foi notificado sobre o caso, mas que vai atuar em cumprimento à decisão judicial durante todo o período de vigência dos decretos.

A operadora Booking não se manifestou até o momento.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui