Sobe para três o número de mortes suspeitas pelo Covid-19 em Caraguatatuba

Nesta quarta-feira, prefeito Aguilar Junior decretou estado de Calamidade Pública

0
277

Dois moradores de Caraguatatuba morreram nesta terça-feira (31) com suspeita do novo coronavírus (Covid-19). Com isso, sobe para três o total de mortes em investigação. O município notificou, até o momento, 68 casos de pessoas com sintomas da doença, dos quais oito já foram negativados.

- Publicidade -

A prefeitura aguarda o resultado dos exames que são feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. De acordo com a Secretaria de Saúde, há uma demora na divulgação dos resultados devido este ser o único local que faz exames para todo o Estado. O governo estadual informou que há mais de 16 mil exames aguarando resultado.

Entres as mortes registrados, conforme da Prefeitura de Caraguatatuba, há um idoso de 70 anos que estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Casa de Saúde Stella Maris com suspeita da nova doença. Ele deu entrada no dia 23 de março na UPA Perequê-Mirim com síndrome respiratória aguda grave e foi transferido imediatamente para UTI, onde foi entubado. O paciente, morador de Caraguatatuba, era portador de doença pulmonar obstrutiva crônica.

O segundo paciente faleceu na cidade de São José dos Campos, um idoso de 64 anos, morador de Caraguatatuba. Ele era diabético, obeso, ex-fumante e deu entrada no dia 21 de março no Hospital Santos Dumont de Caraguatatuba com suspeita de infarto agudo do miocárdio. Ele foi transferido para o Hospital da Unimed em São José dos Campos, onde passou por cateterismo.

Porém, o paciente evoluiu para um quadro de insuficiência respiratória grave e veio a falecer com suspeita do novo coronavírus. Ele foi enterrado ontem mesmo no Cemitério Bela Vista, em Caraguatatuba.

O primeiro caso de óbito suspeito ocorreu no dia 30 de março, quando uma idosa de 79 anos, que estava entubada na UTI da Casa de Saúde Stella Maris com suspeita de Covid-19 veio a falecer. Os parentes que tiveram contato com os pacientes estão em isolamento domiciliar.

Calamidade Pública

Nesta quarta-feira (1°), o prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, assinou o decreto 1.238 que declara estado de calamidade pública no município para enfrentamento da pandemia decorrente do novo vírus. A medida visa adequar a cidade ao que já foi estabelecido pelos governo do Estado e Federal.

Com a decretação de estado de calamidade pública, o município pode adotar uma série de medidas de forma a beneficiar o contribuinte que neste período precisa ficar afastado de seus afazeres sem implicar em renúncia de receita.

Uma delas, que está em estudo pela equipe econômica da prefeitura, prevê mudanças no processo de pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), por exemplo.

Em 19 de março, o município já estava em estado de emergência após a publicação do Decreto 1.234 e, de acordo com Aguilar Junior, essa determinação não altera os outros decretos já em vigor, como o 1.235 e 1.236, que estabelecem ações para o controle da doença em Caraguatatuba.

O decreto 1.238 será encaminhado à Assembleia Legislativa para reconhecimento do estado de calamidade pública para fins do disposto no artigo 65 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Covid-19¹
Notificados68
Positivos0
Negativos8
Em Investigação60* sendo 3 óbitos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui