Construções irregulares são multadas em R$ 23 mil em Caraguatatuba

Polícia Ambiental e Prefeitura fecharam parceria para ampliar as fiscalizações

0
2966
Os flagrantes aconteceram no bairro Golfinhos (Fotos: PMC/ Divulgação)

A Polícia Ambiental e a Prefeitura de Caraguatatuba flagraram dois casos de crime ambiental em ocupações irregulares, no bairro Golfinhos, região sul da cidade, na última quarta-feira (4). Os dois homens responsáveis foram multados em R$ 11,5 mil cada, totalizando R$ 23 mil.

- Publicidade -

Nos dois casos estavam sendo feitas obras sem autorização, com desmatamento da flora nativa. Além da multa pelo descumprimento do embargo, os proprietários pagaram R$ 300 pelo corte de cada uma das árvores. Foram cinco embaúbas.

Parceria 

Representantes da Prefeitura de Caraguatatuba e da Polícia Ambiental se reuniram nesta quinta-feira (5) para definirem protocolo de ação em caso de ocupações e construções irregulares.

Conforme informações do tenente Jonas Stanich Conde, comandante do Pelotão da Polícia Ambiental de Caraguatatuba, o objetivo do protocolo é que após seus policiais identificarem algum tipo de infração em áreas de conservação, Preservação Ambiental, Parque Estadual, as equipes da Prefeitura possam chegar para dar o apoio logístico na remoção de materiais e mesmo demolição de construções ilegais, tudo isso em um período máximo de 48 horas.

“Nosso objetivo é prevenir as degradações ambientais, porém, quando elas ocorrerem, que as construções irregulares sejam desfeitas o mais breve possível para que não sejam incentivadas novas degradações e ocorra a efetiva recuperação ambiental”, diz o comandante.

A reunião desta quinta-feira contou, ainda, com a participação de Bruna Gandufe, diretora de Projetos da Secretaria do Meio Ambiente, que destacou que o poder público municipal pode ocupar áreas degradadas com o plantio de mudas.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui