Bicho-preguiça é resgatado em cima de telhado em Caraguá

Uma arara-azul-e-amarela também foi encontrada no mesmo bairro

0
161
O animal foi devolvido ao seu habitat natural (Foto: PMA/ Divulgação)

Um bicho-preguiça adulto foi resgatado pela Polícia Ambiental em uma residência no bairro Olaria, em araguatatuba, neste sábado (25). O animal estava em cima do telhado da casa e sofria risco de queda.

- Publicidade -

A família que mora no local, na rua Sete de Setembro, solicitou ajuda e a equipe fez o salvamento do bicho-preguiça. Utilizando técnicas de manejo e captura de animais silvestres, os policiais conseguiram resgatar o animal sem causar ferimentos e como ele estava em boas ondições de saúde, foi solto em seu habitat natural.

Arara-Azul-e-Amarela

Ainda no bairro Olaria, uma arara-canindé, também conhecida como arara-azul-e-amarela, foi encontrada em outra residência, na última quinta-feira (23).

No local, a equipe de policiamento ambiental constatou que a ave estava devidamente anilhada, sem ferimentos e apresentava indícios claros de domesticação. Porém, os policiais não oseguira contato com o proprietário e o animal foi encainhado para o Cetro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), da cidade de Lorena. A arara ficou aos cuidados do biólogo, que realizará a readaptação da ave e posterior reinserção na natureza.

A arara-canindé é um pouco menor do que outras araras e possui uma plumagem bastante colorida, mas predominantemente azul e amarela. Sua face é branca e possui riscas pretas ao redor dos olhos. O alto da cabeça é verde e o bico preto. Como todas as aves da espécie possuem dedos longos como garras. A expectativa de vida é 60 anos ou mais, desde que seja mantida em condições adequadas.

Segundo a polícia ambiental, apesar da espécie não estar ameaçada de extinção, as araras-canindé tiveram sua população bastante diminuída, por conta de caçadores. “Sempre que estas aves são caçadas para o comércio, suas árvores e seus ninhos acabam sendo derrubados, isso causa prejuízo à reprodução, alterando completamente o habitat desses animais”.

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui