CURTAS: Luizinho nega aliança com Felipe Augusto’, que seria visto como ‘playboy’

0
29
Sem aliança I
A
divulgação das estratégias de uma possível aliança entre os pré-candidatos a
prefeito em São Sebastião Luizinho Faria e Felipe Augusto deixou o atual
secretário de Governo de Ilhabela contrariado. Em contato com a redação do Nova Imprensa, ele informou que “há
mais de oito meses que não tenho nenhuma conversa com o Felipe Augusto para
tratar do processo de sucessão em São Sebastião”.

Sem aliança II
Disse
ainda que a última vez em que falaram sobre questão partidária, foi na sua casa,
num domingo, após o pleito eleitoral para deputados. “Nesta conversa, afirmei
ao Felipe Augusto que se por qualquer motivo não viabilizasse a nossa
candidatura não voltaria a apoiar a candidatura dele que, aliás, só foi feita
a pedido do prefeito de Caraguatatuba – Antônio Carlos naquela oportunidade”.

Sem aliança III
Luizinho
afirmou ainda que os posicionamentos políticos dos dois são totalmente
divergentes, “não havendo nenhum fio de condão para ligar”. Mesmo quando o
apoiou, na eleição passada, destacou que “nossa participação tinha como
objetivo principal derrotar as candidaturas postas do Ernane [Primazzi] e Juan [Garcia]”.

Sem aliança IV
O
secretário de Ilhabela vai mais fundo e compara a imagem de Felipe Augusto a de
“um playboy inexperiente”. “Hoje temos a convicção que a imagem do Felipe
Augusto, para uma grande maioria de eleitores em São Sebastião, é de um
playboy, inexperiente e, principalmente, que vai entregar o município para seu
sogro [Antonio Carlos, prefeito de Caraguá]. Isto está consignado na pesquisa Qualitativa
que foi feita recentemente e tivemos acesso”.

Sem aliança V
Em relação
à tratativa entre os prefeitos de Ilhabela, Toninho Colucci, e Antonio Carlos, de Caraguá, ele é taxativo em afirmar que isso não existe de forma alguma e que essas
situações são criadas pelas pessoas próximas ao Felipe Augusto, “indicando o desespero
deles em colocar alguém com liderança política, conhecimento administrativo e,
principalmente, com credibilidade e força política para promover as mudanças
necessárias para recuperar o município deste abismo em que se encontra”.

 Sem aliança VI
 “Uma parte do grupo do Felipe Augusto já vem há
algum tempo buscando afastar o Paulo Henrique – PH de qualquer possibilidade dele
se tornar o candidato a vice-prefeito, numa provável chapa para a eleição
municipal próxima.  Este grupo fala para
quem quer ouvir que o grande responsável pela votação pífia que o Felipe teve
na Costa Sul no último pleito foi creditado ao PH”, completa Luizinho. E
encerra dizendo que “ não tenho nada contra grupo que pensa assim e age nesta
possibilidade. Daí criar uma situação com o meu nome, não vai mesmo”.

Ainda a Queiroz
A novela
da contratação de mão de obra local para trabalhar nas obras públicas do
município tem mais um capítulo na próxima semana. Segundo informações, está
agendada para segunda-feira (13), às 11h, uma reunião entre o prefeito Primazzi
e representantes da Construtora Queiroz Galvão, juntamente com os vereadores sebastianenses
para exigir o cumprimento da lei aprovada recentemente, que obriga a empresa a ter
70% das vagas de cargos que não exigem qualificação reservado para
trabalhadores locais.

 Pressão I
O prefeito de Caraguá, Antonio Carlos
da Silva, esteve no Palácio dos Bandeirantes em reunião com o governador
Geraldo Alckmin para cobrar algumas reivindicações que até o momento não saíram
no papel. Dentre as principais está a parceria com o Governo do Estado para o
repasse de R$ 700 mil mensais à Casa de Saúde Stella Maris.
Pressão II
Ele também cobrou a implantação de
vídeo monitoramento na cidade –  que é
promessa do governo há anos – , a retomada da obra do Fórum e a instalação da
Fatec/Sebrae no Jardim Jaqueira. O prefeito reivindicou também ações voltadas à
obra de saneamento básico do Jardim Gaivotas que sofre com a falta de
pavimentação porque a implantação da rede de esgoto ainda não foi feita.
Pressão III
Após a
pressão, Antonio Carlos, em reunião com o filho, vice-prefeito e secretário de
Comunicação, Antonio Carlos Junior, disse estar confiante porque
o governador acenou positivamente para a implantação das reivindicações
expostas no encontro. É esperar pra ver! 

Derrota I
A situação
do ex-prefeito de Ubatuba, Eduardo Cesar (DEM) continua complicada e colocando
em risco uma possível candidatura para 2016. O Tribunal de Contas do estado
(TCE) rejeitou o dele no caso da contratação por R$1.583.842,19, sem licitação,
da Construtora Marquise S.A. para a desativação do aterro sanitário.

Derrota II
O conselheiro
Dimas Eduardo Ramalho entendeu que não houve comprovação de situação
emergencial para que o contrato fosse feito sem licitação. Assim como não foram
apresentados documentos que comprovassem a realização da prévia pesquisa de
preços praticados no mercado à época, ficando sem justificativa a decisão pela
empresa contratada.

Derrota III
Na decisão,
o conselheiro aponta que não se trata de averiguar se os serviços contratados
eram ou não necessários — pois é indiscutível a importância da destinação do
lixo e sua relação com a saúde pública e a preservação do meio ambiente —, mas sobre
a tardia adoção de providências por parte da Administração que, desde junho de
2006, ao menos, tinha conhecimento da gravidade do assunto e da necessária
previsão da decorrente atuação administrativa. Caberá agora à Câmara julgar as
contas.

Portal de entrada I
A
Prefeitura de Ubatuba vai fazer um Portal de Entrada na região oeste da cidade,
próximo ao Horto Florestal. Essa entrada é a que dá acesso a rotatória do
Centro. Por isso, chama todos os profissionais da área de arquitetura,
engenharia e urbanismo que se interessem em elaborar um projeto executivo,
tendo em vista técnicas sustentáveis.

Portal de entrada II
erá
elaborado um concurso, sem remuneração, para os interessados. Para se inscrever
profissional deve encaminhar à Secretaria Municipal de Turismo cópia simples do
documento de classe Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) até o
dia 10 de agosto.

Portal de entrada III
O portal
deverá ser construído com matéria prima renovável (eucaliptos tratados, telhas
ecológicas), captação de água de chuva e energia solar, dando visibilidade a
sustentabilidade. A estrutura deverá conter: reuso de água de chuva, energia
solar, sala para assistência social, sala para polícia, sala para Comtur/Setur,
copa e banheiros masculino e feminino.

Portal de entrada IV
Além da
estrutura, o portal estará equipado com a presença de câmeras, permitindo que o
visitante acompanhe o tráfego de veículos, facilitando o trabalho do Setor de
Transito nos períodos de alto movimento. O local deve contar, também, com
painéis luminosos de informação aos usuários da via. O local que o portal será
implantado fica nas proximidades do Horto Florestal, km. 90+50 da SP 125
(Rodovia Oswaldo Cruz) e a faixa de domínio do DER é de 17,05m.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui